Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Empresa do Ceará construirá presídio federal em Campo Grande

13 Ago 2004 - 09h55

O Diário Oficial da União publicou hoje o nome da empresa vencedora do processo licitatório para a construção do Presídio Federal em Campo Grande, o primeiro e único do País. Das 18 empresas habilitadas a concorrer à licitação, a empreiteira cearense Palma Engenharia Ltda. ofereceu a menor proposta de preço e venceu o processo.

A obra estava orçada em R$ 21 milhões e a empresa apresentou orçamento de R$ 17,3 milhões. A abertura dos envelopes, para avaliação dos valores, ocorreu no dia 30 de julho, sendo que ontem a Comissão concluiu o processo.

A Comissão Especial de Licitação, presidida por Jorge Alberto de Andrade Eurich, concede prazo de dez dias para possíveis recursos ou impugnações além da análise técnica da possibilidade de desenvolvimento da obra.

As empresas passaram por análise técnica feita pelo Depen (Departamento Penitenciário Nacional). A comissão avaliou se o valor proposto para a construção é suficiente para concluir as obras. Esta é a última etapa do processo.

A previsão é que as obras sejam concluídas em 12 meses, a partir do início da construção. Mesmo que a área destinada à construção da obra, localizada na saída para Sidrolândia, próximo ao Aterro Sanitário, tenha apresentado problemas ambientais, a desembargadora Marly Ferreira, do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, de São Paulo (SP), autorizou a continuidade do processo.

A desembargadora condicionou o processo ao fim da licitação organizada pela Prefeitura de Campo Grande para dar destinação ao lixo produzido pela cidade através de usina de tratamento de resíduos.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho