Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Emissoras poderão ser multadas por divulgar cenas violentas

19 Out 2010 - 11h16Por Agência Camara de Notícias

O deputado Domingos Dutra (PT-MA) apresentou um projeto de lei (PL 7249/10) que proíbe as emissoras de rádio e televisão, no horário das 5h às 22h, e os veículos de comunicação impressos de divulgar cenas que "exponham corpos mutilados ou violentados, denigram a integridade da pessoa humana ou promovam apologia à violência."

O descumprimento acarretará pena de R$ 50 mil para cada inserção da imagem, sujeito ao pagamento em dobro em caso de reincidência.

O objetivo, segundo o deputado, é evitar que crianças tenham acesso a imagens de violência exacerbada. A proposta acrescenta um dispositivo à Lei de Imprensa (Lei 5.250/67).

"Apesar dos limites constitucionais e do razoável bom senso que deve imperar em uma sociedade democrática, assistimos diariamente shows de horrores nos meios de comunicação, nos horários de maior acesso a crianças e adolescentes", disse Dutra.

Ele destaca que a Constituição garante a liberdade de imprensa no Brasil, mas também obriga as emissoras de rádio e de televisão a atenderem os princípios de preferência a finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas na programação.

"A liberdade de comunicação social não deve ser entendida como um direito absoluto, devendo ser apreciada sob o enfoque de outros preceitos constitucionais", afirma.

Tramitação

O projeto tramita apensado ao PL 1568/99, do ex-deputado Costa Ferreira (MA), que trata da exibição de imagens de violência e conteúdo sexual na televisão. Ambos serão analisados agora pela Comissão de Seguridade Social e Família. A votação final ocorrerá no plenário

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico