Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 16 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Eleitores pode acompanhar gastos de candidatos na internet

6 Jul 2004 - 18h00
Os gastos dos candidatos à prefeito ou à vereador – durante a campanha - poderão ser acompanhados pela comunidade. A novidade é do Tribunal Superior Eleitoral que vai disponibilizar as informações na internet, pelo site do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul. Nas eleições passadas, os gastos só eram conhecidos depois do período da campanha, quando coligações e partidos têm, obrigatoriamente, até 30 dias para apresentar as contas após o término do turno. De acordo com a assessoria de imprensa do TRE, a apresentação das contas durante a campanha fica à critério de cada candidato. É ele ou a coligação que vai comunicar o TRE sobre os gastos. “Não é uma obrigatoriedade. A nova determinação do TSE pretende criar mecanismos para que o processo eleitoral seja cada vez mais transparente.” Pela internet, os cidadão poderão saber, por exemplo, quanto foi gasto em panfleto, com faixas, com carreatas, etc.
O site do TRE é www.tre-ms.gov.br

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal