Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 19 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
ELEIÇÕES 2010

Eleitor tem 15 dias para definir voto e gravar 19 números

18 Set 2010 - 07h31Por R7

Restam apenas 15 dias para o primeiro turno das eleições e, neste ano, os eleitores precisam definir em quem votar para seis cargos: presidente da República, governador, dois senadores, além de deputado estadual (ou distrital) e federal. Ao todo, são 19 números, que deverão ser digitados na urna eletrônica. Portanto, é recomendável já preparar uma “colinha”.

Embora a data de votação esteja próxima - 3 de outubro -, cerca de 9% dos 135 milhões de eleitores ainda não sabem em quem votar para presidente, segundo a última pesquisa CNT/Sensus.

Entre quem já decidiu o voto, a confusão é em relação aos números. Segundo o Datafolha, até o início desta semana, 49% dos eleitores que declararam votar em Dilma Rousseff (PT) para presidente não sabiam o número da petista. Já entre os eleitores de José Serra (PSDB), o índice de eleitores que não souberam afirmar o número do tucano era de 67%. O pior cenário, porém, era entre os eleitores de Marina Silva (PV): apenas 16% acertaram o número da candidata verde – daí a necessidade de uma cola.

Além dos dígitos, há um “detalhe” que alguns esquecem: em 2010, cada Estado irá eleger duas pessoas para o Senado, ou seja, o eleitor precisa escolher dois candidatos, já que dois terços da Casa serão renovados.

Uma novidade neste ano é que, ao digitar o número do candidato ao Senado, o eleitor verá na tela da urna eletrônica não só a fotografia do político, mas as imagens de seus dois suplentes. Embora não tenham um número de votação, vale avaliar quem são essas pessoas antes das eleições, já que elas podem assumir o cargo em caso de impedimento ou saída do titular.

Nas eleições, a ordem dos números altera o resultado, sim. Por isso, mais uma vez, a cola vem a calhar, pois uma confusão pode resultar na anulação do voto. O primeiro a ser escolhido é o deputado estadual ou distrital, cujo número tem cinco dígitos. Na sequência, é hora de votar para deputado federal, quando são requeridos mais quatro dígitos. Em seguida, é hora de votar para as duas vagas para senador, sendo que para cada candidato é preciso digitar três números diferentes. O quinto voto é para governador, que pede dois dígitos.

E por último, mas não menos importante, é hora de votar para presidente, também com dois dígitos.

Memória

Mas o “teste” de memória dos eleitores não para por aí. Além da numeralha toda para não errar o voto, é preciso estar atento aos documentos exigidos. Isso porque, em 2010, além do título de eleitor, é preciso levar um documento oficial com foto: carteira de identidade, carteira de trabalho ou de habilitação, o certificado de reservista ou mesmo o passaporte. Importante: não serão aceitas certidões de nascimento ou casamento.

De acordo com o Datafolha, 6% dos entrevistados ouvidos entre os últimos dias 8 e 9 afirmaram desconhecer a obrigação de levar tanto o título de eleitor quanto o documento no dia da votação.

Quem esqueceu onde vai votar pode consultar o local de votação no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), na seção “serviços ao eleitor”, usando o nome completo ou o número do título de eleitor para a pesquisa. Na página, eleitores e mesários também podem tirar dúvidas sobre o dia do pleito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário