Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 21 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Eclipse desta quarta terá quatro horas de duração

27 Out 2004 - 16h15
O eclipse lunar que acontece nesta quarta-feira terá pouco mais de quatro horas de duração. Os primeiros sinais do escurecimento da Lua poderão ser percebidos, segundo os físicos da UFMS, às 20h55.

O eclipse total está previsto para as 23h04 e deverá durar quarenta minutos, depois o fenômeno começa a se dissipar. A sombra da Terra abandonará definitivamente o satélite por volta da 1h04 da madrugada de quinta-feira.

Para acompanhar o fenômeno, o Departamento de Física da UFMS e a Secretaria de Estado de Planejamento e de Ciência e Tecnologia (Seplanct) promovem observação aberta à comunidade em geral no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. O início da atividade acontece às 20h.

Um telescópio com capacidade para aumentar 40 vezes as imagens e captará detalhes do fenômeno que serão exibidos em tempo real para um telão instalado no local. Durante a observação, cientistas da UFMS darão explicações ao público.

Essa aula prática de astronomia é a última atividade da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em MS, encerrada oficialmente no último domingo. Segundo a superintendente de Ciência e Tecnologia da Seplanct, Sônia Maria Jin, a atividade desta noite ajuda a aproximar cientistas e comunidade.

“A observação do eclipse está dentro do que entendemos como atividades que ajudam a popularizar a ciência, que a aproximam das pessoas e ajudam a comunidade a perceber a importância da ciência e da tecnologia para a melhoria da qualidade de vida”, afirmou ela.

Uma característica marcante dos eclipses lunares é que durante o fenômeno a Lua ganha uma leve coloração avermelhada. Em um eclipse lunar total, como o da quarta-feira, a única luz que chega à superfície do satélite é aquela refletida através da atmosfera da Terra.

Diferentemente do eclipse solar – quando a Lua se põe entre a estrela e a Terra –, os eclipses lunares são mais simples de observar. A olho nu ou com um pequeno telescópio, o observador pode notar a mudança de coloração e a passagem da sombra terrestre sobre a superfície da Lua. Recomenda-se que lunetas, binóculos e telescópios sejam colocados em ação para que o eclipse seja observado com maior precisão.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos