Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Dunga tem apoio de Teixeira para criticar Ronaldinho e Kaká

17 Jul 2007 - 09h40

Dunga ganhou um aliado de peso na ofensiva contra Kaká e Ronaldinho, que pediram dispensa da Copa América e intensificaram um relacionamento já conturbado com o treinador.

Ontem, além dele, foi o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, quem mandou recado aos dois medalhões.

"O processo da seleção mudou. Ela está aberta para quem quer e gosta de jogar nela", afirmou o cartola na cerimônia que o elegeu para seu sexto mandato à frente da entidade.

Horas antes, Dunga se mostrava irritado ao ser questionado sobre o futuro dos dois na seleção. Nem o título da Copa América, conquistado horas antes do desembarque no Rio com um 3 a 0 sobre a favorita Argentina, ontem pela manhã, aliviou o mau humor dele com os badalados jogadores.

"Não sei, tem que pensar [se eles voltam ao grupo na próxima convocação]. Nós acabamos de comemorar um título e vocês querem uma polêmica. Então, eu acho que tem que ser brasileiro, tem que ter orgulho de ser brasileiro, tem que valorizar", esbravejou.

"Tem o futuro, sem dúvida nenhuma, mas não faz nem 24 horas que a gente ganhou a Copa do Mund..., a Copa América, e já vamos querer entrar em polêmica? Depois, lá na frente, a gente vai falar", disse.

Sobre se o grupo campeão levaria vantagem na convocação para as eliminatórias da Copa do Mundo, Dunga voltou a dar recados: "[A questão] não é quem esteve comigo na Copa América, mas quem foi bem, quem vai bem nos amistosos, vai bem nos treinamentos e se dedica à seleção", afirmou.

Dunga deixou claro, durante a preparação para a Copa América, que ficou irritado com a postura dos novos medalhões da seleção. Não deixava escapar oportunidade para alfinetar Kaká e Ronaldinho. Por outro lado, a dupla jamais aceitou algumas de suas decisões.

Principalmente com o fato de terem ficado na reserva em vários amistosos da seleção.

Kaká, por meio de sua assessoria de imprensa, disse ontem que em nenhum momento se arrependeu da decisão de não participar da Copa América porque sabia que era necessário descansar agora para fazer uma boa pré-temporada. Ele estava em férias nos EUA e veio para o Brasil há uma semana. O jogador disse ter torcido muito pela seleção na final contra a Argentina e vai estar sempre pronto para ajudar o time.

A reportagem não conseguiu localizar a assessoria de imprensa do meia Ronaldinho para comentar o assunto.

Outro alvo de Dunga foram os jornalistas. Magoado com parte da imprensa, que reclamou do futebol pouco vistoso apresentado pelo time, o ex-jogador questionou seus críticos.

"Agora tem que explicar quem falou [mal da seleção]. Nós temos que comemorar com o torcedor, com quem acreditou, com quem torceu pelo Brasil, quem sofre pelo Brasil. Mas isso [crítica] vai ter sempre. O importante é ter a consciência a postos."

Na chegada, os jogadores seguiram o discurso do chefe. O zagueiro Juan, um dos líderes do grupo, não escondeu a mágoa. "A gente fica chateado, principalmente na hora da final ali. Boa parte das pessoas que estavam lá do nosso lado, que teriam que apoiar a gente, colocaram nosso trabalho em dúvida, questionaram a nossa qualidade, colocaram um excesso de favoritismo para a Argentina", reclamou.

"Está provado que estávamos ali não para jogar pela gente nem por dinheiro, mas para jogar pelo nosso país, pela nossa seleção. E foi com esse intuito que nós entramos em campo e conseguimos a vitória", falou o capitão brasileiro na decisão contra a Argentina.

 

 

 

Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos