Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 13 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Dunga admite frustração com empate diante de Portugal

25 Jun 2010 - 15h16Por Agora MS
Apesar de o Brasil ter assegurado a primeira colocação do Grupo G da Copa, Dunga admitiu uma certa frustração com o empate por 0 a 0 contra Portugal, nesta sexta-feira,  em Durban. "Não estamos felizes. Nós jogamos sempre para ganhar", afirmou o treinador, culpando a tática defensiva dos portugueses pelo resultado.

Segundo Dunga, o Brasil não conseguiu impor a velocidade que ele gostaria de ver. Diante disso, a tática foi "manter a posse de bola para cansar o adversário". Mas aconteceram muitos erros de passe, que irritaram o treinador durante a partida. "A gente forçou o jogo muito pelo meio. Eu gostaria que fosse mais pelas laterais", contou ele.

Durante a entrevista coletiva, Dunga também comentou sobre a substituição de Felipe Melo aos 44 minutos do primeiro tempo entrou Josué, logo depois de o volante ter levado um cartão amarelo e de ter mostrado muito nervosismo em campo. "Ele teve uma torção (no tornozelo esquerdo), poderia agravar a lesão", desconversou o treinador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Aranha descobre marca de pata de gato de Gabriel, tira foto e conta aos guardiã
SUSTO
Celular pega fogo no bolso da calça e deixa homem com queimaduras na perna e mãos
PROCURADO
Com prisão decretada desde setembro, Dado Dolabella é considerado foragido da Justiça
DICAS DE MARKETING
5 dicas de marketing para um negócio de dropshipping
CRIME HEDIONDO
Câmera flagra ataque de suspeito de estuprar garota de 14 anos em SP; vídeo
TERROR
Ataque dentro da Catedral deixa ao menos cinco mortos em Campinas
REVIDE
Passageiro atropelado por motorista de aplicativo após vomitar em carro está em coma
A SERVIÇO DE DEUS
Angela Bismarchi festeja diploma para ser pastora: ‘Eu era pecadora e não sabia’
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz dá caixa com terra de cova de Gabriel para Valentina
INTOCÁVEL
PF pediu prisão domiciliar de Aécio, Cristiane Brasil e Paulinho da Força, mas PGR e STF não concede