Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 13 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Duas explosões matam mais de 100 pessoas no Iraque

18 Abr 2007 - 10h11

AMARA - Duas explosões de carros-bomba mataram mais de 100 pessoas no Iraque nesta quarta-feira (18), segundo a polícia local. Os atentados ocorrem horas depois do primeiro-ministro do Iraque, Nuri Al Maliki, ter anunciado que pretende substituir todas as tropas estrangeiras no controle da segurança do país até o final deste ano.

A explosão mais grave ocorreu em Sadriya, bairro de maioria xiita em Bagdá, onde um carro-bomba deixou 75 mortos e 100 pessoas feridas, informaram as autoridades.

Mais cedo, a explosão de outro carro-bomba no reduto xiita de Sadr City matou outras 30 pessoas.

O primeiro-ministro iraquiano admitiu que não será fácil acabar com a violência sectária que continua atingindo a capital.

Na segunda-feira, o clérigo antiamericano Moqtada Al Sadr retirou seus seis ministros do governo para pressionar por um cronograma para a desocupação.

Em discurso lido nesta quarta-feira por um assessor durante uma cerimônia para a transferência da segurança na província de Maysan (sul), até então sob controle britânico, Maliki disse que três províncias no autônomo Curdistão iraquiano (norte) seriam as próximas, e que depois viriam as províncias de Kerbala e Wasit.

"Então será província a província, até que obtenhamos (o controle total da segurança) até o final do ano", disse Maliki no discurso lido por seu assessor de Segurança Nacional, Mowaffaq Al Rubaie.

Maysan é a quarta das 18 províncias iraquianas a serem entregues às forças iraquianas, depois de Muthana, Najaf e Dhi Qar, todas regiões predominantemente xiitas e relativamente calmas no sul do país.

 

 Paciência

Mas Maliki disse que as forças iraquianas só vão assumir as tarefas de segurança quando estiverem prontas, e por isso pediu paciência.

"Algumas pessoas exigiram um cronograma para encerrar a presença estrangeira no Iraque", disse o discurso de Maliki. "Digo a elas que essa é a exigência de todo patriota, (e) estamos trabalhando para criar as circunstâncias objetivas para essa retirada."

Maysan é uma área xiita com enormes campos petrolíferos, em geral poupada da violência sectária que toma contra de outras partes do país. É a terceira província entregue pelos britânicos, que agora controlam apenas a de Basra, por onde passa todo o petróleo exportado pelo Iraque.

Em outra notícia importante para o Iraque, o ministro do Petróleo, Hussain Al Shahristani, disse que a aguardada lei do setor será apresentada na próxima semana ao Parlamento e deve ser aprovada até o final de maio.

Mas uma autoridade energética do Curdistão disse que essa região semi-autônoma não vai aceitar os anexos que retiram dos governos regionais o controle sobre os campos petrolíferos, transferindo-os para uma nova estatal do setor.

 

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concursos oferecem mais de 1 mil vagas e salários de até R$ 6,6 mil no MS
NOVA EQUIPE
Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília
ESPORTE EM TOUROS
VÍDEO: Peão de MS morre após ser pisoteado por touro em rodeio no interior de SP
ULTIMO CAPITULO
Globo exibe último capítulo de Segundo Sol e assunto bomba