Menu
SADER_FULL
domingo, 20 de outubro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Duas explosões matam mais de 100 pessoas no Iraque

18 Abr 2007 - 10h11

AMARA - Duas explosões de carros-bomba mataram mais de 100 pessoas no Iraque nesta quarta-feira (18), segundo a polícia local. Os atentados ocorrem horas depois do primeiro-ministro do Iraque, Nuri Al Maliki, ter anunciado que pretende substituir todas as tropas estrangeiras no controle da segurança do país até o final deste ano.

A explosão mais grave ocorreu em Sadriya, bairro de maioria xiita em Bagdá, onde um carro-bomba deixou 75 mortos e 100 pessoas feridas, informaram as autoridades.

Mais cedo, a explosão de outro carro-bomba no reduto xiita de Sadr City matou outras 30 pessoas.

O primeiro-ministro iraquiano admitiu que não será fácil acabar com a violência sectária que continua atingindo a capital.

Na segunda-feira, o clérigo antiamericano Moqtada Al Sadr retirou seus seis ministros do governo para pressionar por um cronograma para a desocupação.

Em discurso lido nesta quarta-feira por um assessor durante uma cerimônia para a transferência da segurança na província de Maysan (sul), até então sob controle britânico, Maliki disse que três províncias no autônomo Curdistão iraquiano (norte) seriam as próximas, e que depois viriam as províncias de Kerbala e Wasit.

"Então será província a província, até que obtenhamos (o controle total da segurança) até o final do ano", disse Maliki no discurso lido por seu assessor de Segurança Nacional, Mowaffaq Al Rubaie.

Maysan é a quarta das 18 províncias iraquianas a serem entregues às forças iraquianas, depois de Muthana, Najaf e Dhi Qar, todas regiões predominantemente xiitas e relativamente calmas no sul do país.

 

 Paciência

Mas Maliki disse que as forças iraquianas só vão assumir as tarefas de segurança quando estiverem prontas, e por isso pediu paciência.

"Algumas pessoas exigiram um cronograma para encerrar a presença estrangeira no Iraque", disse o discurso de Maliki. "Digo a elas que essa é a exigência de todo patriota, (e) estamos trabalhando para criar as circunstâncias objetivas para essa retirada."

Maysan é uma área xiita com enormes campos petrolíferos, em geral poupada da violência sectária que toma contra de outras partes do país. É a terceira província entregue pelos britânicos, que agora controlam apenas a de Basra, por onde passa todo o petróleo exportado pelo Iraque.

Em outra notícia importante para o Iraque, o ministro do Petróleo, Hussain Al Shahristani, disse que a aguardada lei do setor será apresentada na próxima semana ao Parlamento e deve ser aprovada até o final de maio.

Mas uma autoridade energética do Curdistão disse que essa região semi-autônoma não vai aceitar os anexos que retiram dos governos regionais o controle sobre os campos petrolíferos, transferindo-os para uma nova estatal do setor.

 

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO
Mulher desaparecida foi encontrada enterrada com braço para fora em canavial
TRAGEDIA NA RODOVIA
Violenta colisão entre caminhões mata os dois motoristas
ACIDENTE EM RIO
Barco com seis pessoas vira no Rio. Duas estão desaparecidas
TRISTEZA
Populares encontram corpo de criança desaparecida dentro de córrego
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Reforma da Previdência dos militares pode aumentar salários em até 75%
CENTENÁRIO
Aos 92 anos, Cid Moreira participa de festa pelo centenário de Orlando Drummond
POLEMICA
Sobrinho-neto do pastor Malafaia diz que família o mandou para cura gay: 'Um terror psicológico'
DOENÇA DO SÉCULO
Nego do Borel passa a limpo polêmicas em que se envolveu: Deus não me deixou entrar em depressão
MS FORTE
MS sobe duas posições no Ranking da Competitividade e é 2º em crescimento no cenário nacional
NOVELA GLOBAL
A Dona do Pedaço: Maria da Paz dá rasteira em Fabiana