Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CONTAINER
Brasil

DRT identifica exploração de trabalhadores em Maracaju

7 Jul 2004 - 15h25
 

Ação conjunta da DRT (Delegacia Regional do Trabalho), Ministério Público do Trabalho, Polícia Federal e Polícia Militar identificou 133 pessoas, entre elas dez adolescentes, mantidas em situação irregular em fazenda no município de Maracaju, onde trabalhavam na colheita de feijão.

Na operação, que começou ontem e prossegue hoje, os fiscais do Trabalho detectaram péssimas condições de alojamento - em barracos de lona – inexistência de água potável e ausência de instalações sanitárias adequadas. Os trabalhadores serão reconduzidos em ônibus às suas cidades de origem, Guia Lopes e Rio Brilhante onde, na sexta-feira, serão quitados todos os seus direitos trabalhistas e indenizações.

Conforme Carlos Augusto Ferreira Sá, chefe do Núcleo de Apoio Administrativo da DRT, a situação não pode ser classificada como trabalho escravo, pois os trabalhadores poderiam deixar o local quando desejassem. No entanto, ainda de acordo com Sá, a situação era humilhante e inaceitável.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico