Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 18 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

DRT identifica exploração de trabalhadores em Maracaju

7 Jul 2004 - 15h25
 

Ação conjunta da DRT (Delegacia Regional do Trabalho), Ministério Público do Trabalho, Polícia Federal e Polícia Militar identificou 133 pessoas, entre elas dez adolescentes, mantidas em situação irregular em fazenda no município de Maracaju, onde trabalhavam na colheita de feijão.

Na operação, que começou ontem e prossegue hoje, os fiscais do Trabalho detectaram péssimas condições de alojamento - em barracos de lona – inexistência de água potável e ausência de instalações sanitárias adequadas. Os trabalhadores serão reconduzidos em ônibus às suas cidades de origem, Guia Lopes e Rio Brilhante onde, na sexta-feira, serão quitados todos os seus direitos trabalhistas e indenizações.

Conforme Carlos Augusto Ferreira Sá, chefe do Núcleo de Apoio Administrativo da DRT, a situação não pode ser classificada como trabalho escravo, pois os trabalhadores poderiam deixar o local quando desejassem. No entanto, ainda de acordo com Sá, a situação era humilhante e inaceitável.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição
SEGUNDO SOL
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher'
DEFICITÁRIAS
Correios fecham 02 agências no MS e 39 no país
VICENTINA - LEILÃO ELETRÔNICO
Justiça realizará leilão eletrônico de imóveis urbanos e trator de VICENTINA
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Conclusão do Comperj deve gerar 8 mil vagas em 2019
LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto