Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Dourados tem mais de mil revendas clandestinas de GLP

2 Jul 2004 - 13h10
 

A partir de agora, além dos fiscais da ANP (Agência Nacional do Petróleo) e do Corpo de Bombeiros, o MPE (Ministério Público Estadual) em Dourados também entra na briga para fazer valer a lei que determina os critérios de segurança para venda do gás de cozinha. Segundo o Corpo de Bombeiros há mais de mil estabelecimentos comerciais em Dourados que revendem GLP clandestinamente.

No município, apenas duas revendas são autorizadas pela ANP para revender o produto, de acordo com informações do tenente do Corpo de Bombeiros em Dourados, Leonardo Rodrigues Congro, chefe da seção de serviços técnicos.

A Agência tem apenas 60 fiscais para controlar a comercialização do produto em todo território nacional. Pela escassez de pessoal, a agência firmou convênio com o Corpo de Bombeiros para que os soldados também atuem neste área. Em Dourados cinco deles foram treinados pela Agência de Petróleo para atuarem na fiscalização da venda do GLP.

Nos últimos dois meses, os cinco bombeiros de Dourados, treinados para fazer as fiscalizações, vistoriaram 149 estabelecimentos, sendo que 84 estavam desativados. O restante, recebeu notificação porque estava comercializando gás de forma clandestina. Cópias destas notificações foram encaminhadas ao MPE. A promotora dos Direitos do Consumidor, Cristiane Amaral Cavalcante deu prazo de 60 dias para que os irregulares apresentem informações no Ministério.

No documento enviado aos 65 revendedores clandestinos de Dourados a promotora determina que os comerciantes informem a quantidade de botijões que têm estocados, se a empresa trabalha exclusivamente com a venda de GLP, que apresente a documentação exigida por lei para a venda do gás e que comprove, através de planilhas de custos, como é definido o preço final do produto ao consumidor.

Os comerciantes têm dois meses para enviar a documentação. "Neste primeiro momento nós passamos pelas revendas para deixar bem claro aos comerciantes o que diz a lei a respeito da venda ilegal. Se depois destes dois meses a situação não mudar a gente começa a atuar como determina a Agência Nacional de Petróleo. Vamos interditar o comércio e o dono vai responder pelo crime na Justiça", assegurou o tenente do Corpo de Bombeiros, Leonardo Congro.

 

 

Dourados Agora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara
AMOR A PROFISSÃO
Pedreira caprichosa viraliza com trabalho detalhista e ganha novos clientes
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
O Boticário apresenta Quasar Brave, venha conferir no O Boticário em Fátima do Sul
SUPERAÇÃO
Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito
FENÔMENO
Maior superlua de 2019 iluminará o céu nesta terça, 19
FAMOSIDADES
Padre sertanejo acusado de ostentação cobra entrada de idosos para assistir programa