Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Dourados é capital estadual de acidentes. 34 mortes no semestre

11 Jul 2007 - 08h39

Depois de muitas campanhas, de muito investimento na melhoria da sinalização, o transito de Dourados não melhora, ao contrário, bate todos os recordes negativos neste primeiro semestre de 2007. As estatísticas colhidas oficialmente pelo setor do Detran mostram que houve 34 vitimas fatais neste período, o maior na história da cidade, assim como demonstra um maior número de acidentes e maior número de vitimas não fatais.

 

Comparando com os anos anteriores percebe-se claramente o avanço do número de acidentes. Em 2005 houve no primeiro semestre do ano 17 vitimas fatais, 2006 já sinalizava esta escalada mórbida com 23 mortes e neste ano o acréscimo foi de mais de 50%. Segundo especialistas o maior motivo é a imprudência.

 

Além de bater o recorde em comparação com anos anteriores, o trânsito de Dourados conquista o titulo de ser o mais violento do Estado. No mesmo período deste ano, houve 44 vitimas fatais em Campo Grande. Apesar do saldo também ser trágico, a capital comemora uma diminuição de mortes em relação ao ano passado, quando o transito vitimou 42 pessoas.

 

O mês de maio de 2007 foi o mais violento na história do trânsito em Dourados com 12 vitimas, e junho com 10 mortes é o segundo no ano e na história, comparando-se apenas a Dezembro de 2006 com igual número. Em Campo Grande o recorde é o mês de maio de 2006 com 14 mortes.

 

A frota de veículos de Campo Grande é de 287.115 veículos, sendo 58.502 motos. Em Dourados a frota abrange 70.000 veículos licenciado de acordo com informações do Detran. Em algum momento, se tentou explicar os acidentes de Dourados pelo fluxo de veículos de cidades vizinhas, o que, na verdade apenas esconde os reais motivos, visto que Campo Grande também recebe visitantes de cidades vizinhas e de todos os recantos do Estado.

 

Para Manoel Capilé, que já dirigiu a Guarda Municipal, e um dos maiores conhecedores das leis do trânsito a questão fundamental é a conscientização da população. Ele diz “não adianta semáforo de primeiro mundo, sinalização adequada, leis de primeiro mundo, se não houver o envolvimento da população”.

Capilé que vem frequentemente ministrando palestras sobre o tema nas escolas de Dourados explica que “em qualquer acidente, invariavelmente uma das partes descumpriu as regras de trânsito. E está ai o grande problema, é o motorista que descumpre a lei que faz esta estatística macabra continuar crescendo”.

 

Considerando que ao poder público cabe a fiscalização, orientação e Educação trânsito, além do planejamento do sistema viário, Capilé conclui, sugerindo que neste momento, e de forma emergencial deve haver programas mais agressivos na questão de fiscalização e mais abrangente quanta a educação, agindo de forma a coibir os abusos e buscando envolver a sociedade, mostrando que é uma questão que afeta a todos.

 

Em Dourados o responsável pela confecção da estatística do trânsito é Aretino Taques. Funcionário do Detran há 43 anos, onde já ocupou o cargo de gerente por 6 anos. Ele se dedica com enorme afinco a esta tarefa, sabendo que “é com estes números que os responsáveis do setor têm que trabalhar para melhorar e aprimorar a segurança do transito em nossa cidade”, diz Aretino.

Ele explica que o seu trabalho na coleta de dados é feito diariamente, exigindo a visita pessoal ao Setor de transito da Policia Militar, ao Cartório (onde pesquisa as vítimas fatais) e aos Hospitais (confere as vítimas não fatais). Da dedicação deste funcionário resulta a confiabilidade da estatística.

 

 

 

Fátima News / Tribuna

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho