Menu
SADER_FULL
terça, 20 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Doni pega dois pênaltis e Brasil vai à final da Copa América

11 Jul 2007 - 07h35
A esperada reprise do show apresentado na goleada sobre o Chile não aconteceu e a seleção brasileira sofreu para avançar à final da Copa América da Venezuela. A equipe de Dunga passou pelo Uruguai ao ganhar por 5 a 4 nos pênaltis - o jogo terminou empatado por 2 a 2 no tempo regulamentar. A seleção espera agora o vencedor do confronto entre a Argentina e o México, que se enfrentam na quarta, para tentar o segundo título consecutivo da competição.

Depois de sofrer uma pequena pressão do Uruguai, o Brasil saiu na frente aos 12 minutos do primeiro tempo. Atuando como único armador da equipe, Júlio Baptista arrancou pela direita e cruzou para Vágner Love, que deixou a bola passar para Mineiro. O ex-volante do São Paulo invadiu a área e chutou para a defesa parcial do goleiro Fabián Carini. Na sobra, o lateral-direito Maicon aproveita a meta aberta para empurrar para o fundo das redes.

Logo após o gol brasileiro, uma das torres de iluminação do Estádio José Pachencho Romero se apagou completamente. O juiz colombiano Oscar Ruiz paralisou o jogo, que só voltou a ser disputado 13 minutos depois, mesmo com o refletor parcialmente aceso. A paralisação beneficiou os uruguaios, que tiverem duas grandes chances de empatar. Na primeira, Forlán chutou forte e Doni fez excelente defesa. Na seqüência, o camisa 12 brasileiro voltou a salvar um chute à queima-roupa de Recoba.

Mas Doni mandou por água abaixo o bom desempenho na etapa inicial ao falhar numa cobrança de escanteio, aos 48. Ao sair errado da meta, o goleiro brasileiro mandou a bola nos pés do atacante Diego Forlán, que dominou e bateu firme para empatar. A equipe de Oscar Tabárez ainda teve chances de virar, mas foi o Brasil que voltou a marcar num lance de bola parada. Em falta pela direita, Maicon cruzou na área e a zaga uruguaia não conseguiu afastar. Com um toque sutil, Júlio Baptista desviou para o fundo das redes.

As duas equipes voltaram apáticas na segunda etapa e não conseguiram chegar com perigo devido aos inúmeros passe errados. Mas, aos 23, o Uruguai voltou a empatar no primeiro lance de perigo, quando Forlán desviou de cabeça cruzamento da esquerda. Totalmente livre, Abreu, de carrinho, mandou na trave antes da bola entrar. O time de Dunga só conseguiu responder numa jogada com Afonso, que havia entrada no lugar de Vágner Love. Depois de ser lançado na área, o camisa 21 caiu na área ao ser desarmado por Diego Lugano, mas o juiz não marcou pênalti.

O Brasil espera agora o classificado da outra semifinal. Caso a Argentina passe pelo México, seu algoz na primeira fase, os eternos rivais do futebol sul-americano voltam a se encontrar numa decisão de Copa América. Na edição passada do torneio, no Peru (2004), os brasileiros ganharam dos hermanos nas penalidades - o confronto havia terminado em 2 a 2 no tempo normal. A decisão na Venezuela acontece no domingo, às 18h05 de Brasília.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem que matou filho para defender a nora comete suicídio
INJUSTIÇA
Familiares prestam homenagem a laçador de cães que morreu após ser hostilizado
FORAGIDO
Mulher é morta a facadas pelo ex-marido, que não aceitava fim de relacionamento
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Valentina conta a Egídio que Gabriel é filho dele
CRUELDADE
Idosa de 106 anos é assassinada a pauladas no Maranhão
NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)