Menu
SADER_FULL
quinta, 15 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Dólar tem maior alta diária desde fevereiro e fecha a R$ 1,93

4 Jun 2007 - 17h00

O dólar teve nesta segunda-feira a maior alta diária desde o final de fevereiro e se reaproximou de R$ 1,93, depois que um forte declínio da bolsa de Xangai motivou um dia de ajustes nos mercados em geral.

A moeda norte-americana encerrou a R$ 1,928, com avanço de 1,37%. O leilão de compra de dólares do Banco Central perto do fechamento ajudou a impulsionar a cotação.

O principal índice da bolsa de Xangai caiu mais de 8% no pregão de segunda-feira, com os investidores ainda refletindo a decisão do governo, na semana passada, de ampliar a taxação sobre operações com ações para conter o superaquecimento do mercado.

A correção na China afetou os negócios nas bolsas de valores norte-americanas e na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

"O mercado chinês... dadas as suas características muito pontuais e ambiente de forte especulação, a rigor, não tem vasos comunicantes que possam interferir pesadamente nas bolsas americanas e por conseguinte nas demais bolsas importantes do mundo", ponderou a corretora de câmbio NGO em relatório.

"Porém, como o ambiente global predominante é de forte perfil especulativo, uma queda acentuada... acaba por motivar alguns mercados, entre os quais o brasileiro, a aproveitar para uma rodada de realização de lucros."

A corretora lembrou que o mercado local já estaria propenso a um começo de semana mais cauteloso, diante da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) e do feriado no Brasil na quinta-feira.

O Copom anuncia a decisão sobre a taxa básica de juro na quarta-feira, depois do fechamento dos mercados.

Para João Medeiros, diretor de câmbio da Pioneer Corretora, um corte de 0,50 ponto percentual da taxa Selic pode fazer com que o dólar tenha algum ajuste para cima. "E se vier (o corte de) 0,25 ponto, daí o dólar cai mais", afirmou, completando que o fluxo cambial continua bastante positivo.

"As exportações estão bem, acho que o dólar furando R$ 1,90 deve buscar o (patamar de) R$ 1,85", calculou Medeiros.

Na sexta-feira, o dólar chegou a ser vendido a R$ 1,900 durante os negócios, mas desacelerou levemente a queda no fechamento.

 

 

Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos