Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Dólar abre manhã de hoje estável, cotado a R$ 3,021

16 Ago 2004 - 10h11
 

O dólar comercial abriu estável nesta segunda-feira, cotado a R$ 3,018 na compra e R$ 3,021 na venda. No mercado futuro, para liquidação em setembro, a moeda apresentava queda de 0,06%, vendida a R$ 3,038. A reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) e a definição no STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a taxação dos inativos da Previdência serão destaques nesta semana.

O encontro dos técnicos do Banco Central para definir o rumo da taxa básica de juro, a Selic, começa amanhã e o resultado será conhecido na quarta-feira. O mercado trabalha com a expectativa de manutenção da Selic em 16% ao ano, apesar de o Copom ter prometido partir para uma postura "mais ativa" de juros se os preços continuassem subindo. A taxa é a mesma desde abril.

Também na quarta-feira deverá ocorrer a definição sobre a taxação dos inativos no STF. Se a Justiça decidir que a taxação é inconstitucional, o estresse será inevitável, de acordo com o mercado. O julgamento foi adiado meses atrás depois que o ministro Cezar Peluso pediu vistas do processo justamente quando o governo perdia por 2 votos a 1.

O preço do barril do petróleo e os índices de inflação continuarão sendo acompanhados de perto pelos investidores. Segundo pesquisa Focus, divulgada pelo Banco Central nesta segunda-feira, a expectativa do mercado para o IPCA, índice usado pelo governo como orientador das metas de inflação, caiu de 7,20% para 7,16% para este ano. Foi a primeira queda nas expectativas em 13 semanas. A projeção se manteve em 5,50% para 2005.

A segunda prévia do IPC (Índice de Preços ao Consumidor), da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) também sairá nesta semana. O coordenador do IPC, Paulo Picchetti, já reviu a sua previsão de inflação na cidade de São Paulo em agosto. Segundo ele, o IPC deve fechar este mês em 0,9%, com uma alta de 0,1 ponto percentual em relação à estimativa anterior. A maior preocupação é a alta no preço da gasolina.

Na última sexta-feira, o dólar comercial conseguiu resistir à alta do petróleo e terminou em queda pelo segundo dia consecutivo. A moeda americana fechou com redução de 0,46%, a R$ 3,019 na compra e R$ 3,021 na venda. Na mínima do dia, chegou a R$ 3,018, com desvalorização de 0,56% sobre o fechamento do dia anterior.


Globo On line

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho