Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 15 de julho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

DOF apreende pneus ilegais em carreta

17 Ago 2010 - 10h46Por Assessoria

Policiais do Departamento de Operações de Fronteira - DOF, no
contexto da Operação Sentinela, em 16 de agosto de 2010, por volta das
16h30min, durante bloqueio policial realizado na rodovia MS-380, na
região de Ponta Porã/MS, abordaram para fiscalização o Caminhão Scania
T124, placas KLR-7306, atrelado aos semi-reboques, placa AJJ-1524 e
placa AJJ-1554, conduzido por E.C.T., tendo como passageiro, C.T., 48
anos, Motorista, morador na cidade de Maringá/PR. Durante vistorias
foi constatado que os pneus que se encontravam instalados nos
veículos, bem como os pneus de estepe, totalizando 28 pneus de aro
22,5, eram novos e de origem estrangeira. Questionados a respeito dos
pneus o passageiro assumiu ser proprietário dos veículos, e que
adquiriu os pneus na cidade de na cidade de Pedro Juan
Caballero/Paraguai, e não possuía a documentação probante de sua
regular importação. Diante dos fatos, foi realizada a apreensão dos
veículos e encaminhados à Receita Federal da cidade de Ponta Porã/MS,
para providências cabíveis.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGEDIA NA RODOVIA
Morte trágica de três pessoas na PR-082, comove população
BRIGA DE FAMILIA
Pai desfere 15 golpes de facão em filho adolescente
VIOLENCIA DOMESTICA
Pai é morto a marteladas pelo filho um dia antes de aniversário
NÃO QUER QUE ELE USE
Mãe apaga narguilé do filho adolescente e leva chinelada
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que está apaixonado de verdade por Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
VAQUINHA VIRTUAL
Com dinheiro de vaquinha, morador de rua que ajudou idosa durante temporal no Rio compra casa
DURANTE MISSA
Padre Marcelo Rossi cai do altar após ser empurrado em missa
ASSASSINATO
Prefeito é morto a tiros por vereador após discussão
ATROPELAMENTO FATAL
Freira Franciscana coordenadora de catequese morre atropelada por carro
ASSASSINATO
Homem é morto na frente da filha de 11 anos por causa de dívida