Menu
SADER_FULL
sábado, 15 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Disque-denúncia Previdência já está disponível à populaçã

28 Jul 2004 - 15h15
 

O ministro da Previdência Social, Amir Lando, divulgou na semana passada o número do disque-denúncia da Previdência. A partir de agora, os cidadãos que tiverem suspeitas ou provas de fraudes praticadas contra a Previdência poderão ligar gratuitamente de um telefone fixo para o número 0800 7070 477.

"Nosso objetivo é dar absoluta transparência e chamar toda a sociedade para nos ajudar a fiscalizar", declarou o ministro. As denúncias vão ser encaminhadas à Ouvidoria da Previdência Social e à Corregedoria Geral do
INSS, que vai analisar e tomar as providências necessárias para acabar com a fraude, explicou Amir Lando.

Segundo ele, as denúncias menos consistentes serão arquivadas para investigação posterior, a partir das novas informações que forem sendo acrescentadas. "A Previdência deve ser enérgica para combater as fraudes e a
corrupção. Somos vigilantes e estaremos atentos", assegurou o ministro.

De acordo com Lando, o trabalho das Forças-Tarefas evitou, no primeiro trimestre deste ano, o pagamento de benefícios indevidos de R$ 4,25 milhões.

As fraudes envolviam R$ 43 milhões. Somente neste ano, foram abertos 992 inquéritos e emitidos 59 mandados de busca e apreensão, além de efetuar 10 prisões em flagrante e 27 prisões preventivas.

A criação de um número específico para o serviço de disque-denúncia vai permitir maior viabilidade e, conseqüentemente, mais participação da sociedade. Até então, as denúncias eram recebidas pelo PREVFone. "Agora, teremos maior eficiência e ofereceremos maior facilidade para que o cidadão possa fazer sua denúncia", declarou Amir Lando.

As fraudes mais comuns são o recebimento de benefícios de beneficiários falecidos, apresentação de documentação falsa aos servidores do INSS, além da atuação de quadrilhas por todo o país. Futuramente, disse o ministro, a identificação do segurado perante a Previdência será feita pelo CPF e, para isso, o Ministério fará parceria com a Secretaria de Receita Federal do Ministério do Fazenda.

O ministro Amir Lando fez ainda um apelo à sociedade. "Queremos que a população nos ajude. Não queremos trotes nem que o serviço seja usado como diversão. Queremos seriedade e, à medida do possível, riqueza nos detalhes das denúncias", pediu o ministro.


Deixe seu Comentário

Leia Também

MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína
EQUIPARADO AO RACISMO
Agora Homofobia é crime, STF criminaliza
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos com depressão comete suicídio e choca cidade
REVOLTANTE
Filho é preso por ficar com aposentadoria e manter pais idosos morando em situação de miséria
BARBÁRIE
Nus e amarrados, corpos de três jovens são encontrados mortos em matagal
CAMPANHA DO AGASALHO
Escola Adventista se destaca na campanha do agasalho e leva prêmios