SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 23 de fevereiro de 2018
RIO_DOURADOS
UNIPAR_468
19 de junho de 2010 06h26

Dirigentes definem chapas visando às convenções partidárias em MS

Conjuntura Online

Dentro do calendário  estabelecido pela Justiça Eleitoral, os diretórios regionais dos partidos já definiram as datas de suas convenções visando às eleições de outubro para o governo de Mato Grosso do Sul, para o Senado e para os cargos proporcionais - Assembléia Legislativa e Câmara dos Deputados.

De acordo com as regras fixadas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), as convenções para homologação de candidaturas terão de ser realizadas de 10 a 30 de junho.

Entre os partidos que devem disputar o governo estadual, o PSOL será o primeiro a oficializar a candidatura do ex-bancário Ney Braga.

A convenção do partido, liderado pela ex-senadora Heloísa Helena (AL), atual vereadora de Maceió, está marcada para este domingo (20).

Apesar de ter pouca chance no pleito, Braga deverá enfrentar o governador André Puccinelli (PMDB) e o ex-governador Zeca do PT.

O PTB fará sua convenção na próxima quarta-feira (23), a partir das 13h, em seu diretório, devendo confirmar aliança com o PMDB, que trabalha para reeleger André Puccinelli.

O presidente regional da legenda, Ivan Louzada, disse que será confirmada aliança com o PMDB, embora os petistas ainda nutram esperança em contar com o apoio do partido.

PMDB e PT vão oficializar as candidaturas de André Puccinelli e Zeca nos dias

26 e 30, respectivamente. Também serão homologadas as candidaturas aos Senado do deputado federal Waldemir Moka (PMDB) e Delcídio do Amaral (PT), além dos candidatos a deputado estadual e federal.

O DEM e o PSDB também marcaram suas convenções para o dia 26 em seus diretórios regionais. Após oficializarem suas candidaturas, as principais lideranças dos dois partidos e militantes devem ir a convenção do PMDB confirmar apoio ao projeto de reeleição de André Puccinelli, que terá seu nome referendado na mesma data.

O nanico PTdoB também fará  sua convenção no dia 26, um dia antes do PV e do PDT, legenda que deve confirmar no dia seguinte apoio a candidatura de Zeca do PT.

Os brizolistas também pretendem oficializar o nome do deputado federal Dagoberto Nogueira, presidente da executiva regional do PDT, como candidato ao Senado na chapa encabeçada pelo ex-governador.

O problema do PDT é a condenação de Dagoberto pelo Tribunal de Justiça do Estado por improbidade administrativa, já que a lei da Ficha Limpa pode torná-lo  inelegível. O PV fará sua convenção também no dia 27 deste mês.

Além de trabalhar o nome de Dagoberto, o PDT aposta na renovação, após perder os deputados estaduais Ary Rigo, primeiro-secretário da Assembléia Legislativa, e Onevan de Matos, que migraram para o PSDB após intervenção do diretório nacional.

A idéia do presidente de honra do PDT, João Leite Schimidt, é eleger uma forte bancada na Assembléia. As principais alternativas do partido são o ex-prefeito de Aquidauana, Felipe Orro, e o advogado Gerson Claro, visto como a grande revelação política e esperança do partido para ocupar as vagas deixadas pelos ex-pedetistas.

O PSB, que deve apoiar Zeca, reunirá os delegados à convenção regional no dia 28. No dia 30, a exemplo dos petistas, será a vez do PSDC, indicar Elizeu Amarilha como candidato ao governo do Estado. 

Comentários
Veja Também
MBO_SEGURANÇA_300
LÉO_GÁS_300
ASSOMASUL_FEVEREIRO_2018
Últimas Notícias
  
G&L
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.