Menu
SADER_FULL
terça, 19 de março de 2019
prefeitura VICENTINA Março 2019
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Dirceu Lanzarini espera transição tranqüila nos municípios

5 Out 2004 - 16h28
 

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Dirceu Lanzarini (PL), afirmou nesta terça-feira torcer por uma transição tranqüila nas prefeituras e desejo sucesso aos prefeitos eleitos para o novo mandato que se inicia em janeiro de 2005.

Lanzarini disse que o desejo da Assomasul, como instituição que representa os 78 municípios do Estado, é que os prefeitos, quer seja os que deixarão seus cargos ao final deste mandato, quer os que tomarão posse em janeiro,  cumpram o papel democrático de tornar a administração transparente, fazendo um processo de transição tranqüilo para que a máquina pública comece a operar normalmente a partir de janeiro.

“As eleições já se passaram, agora é hora de começar a pensar em projetos inovadores  e deixar as divergências políticas de lado. A população de um modo geral votou nas propostas que achou melhor para o seu município, por isso é importante que se faça uma transição democrática, voltada única e exclusivamente para o bem-estar daqueles que pagam seus impostos e quer ver retorno, através de investimentos em educação, saúde, infra-estrutura, enfim nos mais diversos setores”, alertou o presidente da Assomasul. 

Lanzarini alerta para que todos fiquem atentos na hora de entregar seus cargos, não deixando restos à pagar, mesmo porque a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) prevê severas punições para o agente público que não cumprir as regras estabelecidas, inclusive tornando-o inelegível para mais um mandato eletivo.

Reeleição

Apenas 17 dos 42 prefeitos que concorreram à reeleição em Mato Grosso do Sul conseguiram êxito nas urnas em 3 de outubro, o que significa que a próxima gestão, que começa em 1º de janeiro de 2005, contará com 60 novos administradores, incluindo o de Figueirão, que passa a ser o 78º município do Estado. 

De acordo dados do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), foram reeleitos os prefeitos de Alcinópolis, Ildomar Carneiro (PMDB), Aquidauana, Felipe Orro (PTB), Batayporã, Jercé Eusébio (PMDB), Camapuã, Moysés Nery (PMDB), Corguinho, Celso Cerioli (PT), Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa (PMDB), Douradina, Nair Branti (PDT), Dourados, Laerte Tetila (PT), Eldorado, Mara Caseiro (PDT), Iguatemi, Lídio Ledesma, Inocência, José Arnaldo (PTB), Jatei, Eraldo Jorge Leite), Juti, Néri Compagnone (PDT), Ladário, José Sampaio (PDT), Mundo Novo, Humberto Amaducci (PT), Nova Andradina, Roberto Hashioka (PL) e São Gabriel do Oeste, Adão Rolim (PDT).

Entre os que disputaram a reeleição, dois prefeitos ainda dependem de decisão judicial para continuar ou não administrando – Osvane Ramos, de Dois Irmãos dos Buriti (PT), e Elizabethe Almeida (PT), de Miranda, que, apesar de terem sido os mais votados em 3 de outubro, seus votos foram considerados nulos, conforme portaria baixada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).  

 

 

Assomasul

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo
FAKE NEWS
Padre Fábio de Melo desmente texto atribuído a ele sobre o ataque em Suzano