Menu
SADER_FULL
sexta, 17 de agosto de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Dirceu diz que novo mínimo foi o que o governo pôde conceder

16 Dez 2004 - 17h22

O chefe da Casa Civil da Presidência da República, ministro José Dirceu, disse hoje que o novo valor do salário mínimo – de R$ 300, a partir de maio – é o aumento que o governo pode conceder dentro das possibilidades do país. O ministro ressaltou, porém, que os parlamentares têm direito de apresentar outros valores para o reajuste.

"O Congresso Nacional tem autonomia dos parlamentares para outras propostas. O governo vai analisá-las quando forem apresentadas", afirmou Dirceu, ao fazer balanço das ações do governo em 2004 e anunciar as prioridades para o ano que vem.

O ministro lembrou que 2005 será um ano de bons resultados, mas também de dificuldades e citou alguns dos desafios que o governo terá que enfrentar: a queda do preço dos produtos agrícolas e mudanças no cenário internacional. "Nós teremos um ano de crescimento, bom para o país. Mas não é um ano sem problemas. O ministro Palocci (da Fazenda) foi muito franco, sincero com o país. Nós teremos problemas pela frente no ano que vem", ressaltou.

Sobre a proposta de aumentar o teto salarial dos ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para R$ 21.500 mensais, a partir de janeiro de 2005, e para R$ 24.500, em 2006, Dirceu explicou que a proposta foi encaminhada a Câmara dos Deputados com acordo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele alertou, entretanto, que o aumento do teto não significa reajuste salarial para outras categorias do setor público.

"Não há nenhuma possibilidade orçamentária do ponto de vista do Executivo para aumento de outros setores da administração pública ou para o poder legislativo. O governo não suportará", afirmou Dirceu.

 

Dourados Agora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
Remy pode não ter morrido em 'Segundo sol'; veja os indícios
TECNOLOGIA
Segunda via do RG pode ser solicitada pela internet
BOA AÇÃO
Empresário curado faz doação milionária para hospital público
VIOLENCIA
Homem desce do carro e mata mulher com tiro a queima roupa
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta confessa que matou Remy; Karola foi cúmplice
PRESO EM 2010
Morre o homem apontado como maior contrabandista de cigarros do País
ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato
BRIGA DE FAMILIA
Briga de irmãos termina com faca cravada na cabeça de jovem adolescente
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Zefa rompe com Severo: 'Você não merece nada de bom de mim!'
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Roberval é traficante de diamante