Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 20 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Dinamarca e Camarões se encontram pela 1ª vez em "jogo da vida"

19 Jun 2010 - 11h24Por Terra
O primeiro confronto da história entre Dinamarca e Camarões já será um jogo em que uma derrota, para qualquer um dos lados, pode significar a eliminação precoce da Copa do Mundo. As duas seleções se enfrentam neste sábado, pelo Grupo E, depois de terem estreado com derrota na competição: os dinamarqueses fizeram uma partida dura contra a favorita Holanda, mas acabaram caindo por 2 a 0; já os africanos tiveram péssima atuação diante do Japão e perderam por 1 a 0.

Nenhum dos times chega em seu melhor momento para o decisivo encontro. A equipe europeia, do treinador Morten Olsen, sofre com lesões que atingem seus principais jogadores ofensivos, os atacantes Nicklas Bendtner e Jon Dahl Tomasson.

Já os camaroneses, em crise, ainda não encontraram uma formação ideal, com a escalação de Samuel Eto o na ponta direita diante dos japoneses sendo muito questionada.

Tanto Bendtner quanto Tomasson devem estar em campo contra Camarões. O jovem atacante do Arsenal, cuja lesão na virilha gerou atritos entre sua seleção e seu clube, só pode treinar uma vez a cada dois dias, mas vem sendo poupado para a partida. Já o veterano Tomasson, 33 anos e 51 gols pela Dinamarca, está recuperado de contusão na coxa esquerda e pode igualar neste sábado o recorde de gols de Poul "Tist" Nielsen, que contabiliza um tento a mais.

"Vamos jogar nossas chances de classificação neste jogo e espero que possamos atacar mais do que contra a Holanda", disse o experiente volante Christian Poulsen. "Tivemos quatro boas chances, o que não é ruim, mas poderia ter sido mais no segundo tempo". Campeã europeia em 1992, a Dinamarca fez sua melhor campanha em Mundiais em 1998, na França, quando alcançou as quartas de final e foi eliminada pelo Brasil.

Do lado camaronês, o técnico Paul Le Guen deve
fazer alterações na escalação depois da atuação desordenada contra o Japão. Porém, a maior mudança precisa acontecer dentro das mentes dos jogadores. Quem diz isso é o próprio treinador francês, que cobrou que o time faça jus ao apelido de "Leões Indomáveis".

"Muitas vezes, falamos sobre eles (jogadores) serem leões, terem um espírito leonino, e espero muito que eles encontrem esse espírito no jogo deste sábado", afirmou Le Guen. "Isso é algo que temos discutido desde o jogo com o Japão, porque alguns jogadores ficaram abaixo do esperado, especialmente em relação a partidas anteriores".

Se Camarões ganhar o jogo, será apenas a segunda vitória de um país africano no Mundial - o outro triunfo foi obtido por Gana, por 1 a 0, sobre a Sérvia, na primeira rodada. Com as seleções do continente atuando abaixo do esperado, pode ficar para o time de Etoo a responsabilidade de levar a África adiante para as oitavas de final. Junto de Senegal em 2002, Camarões é a equipe do continente que mais longe chegou em uma Copa: alcançou as quartas de final, em 1990.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS