MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 20 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
23 de Julho de 2004 14h07

Dilson fala na Rádio Guaicurus e Globo de F. do Sul

O Prefeito de Fátima do Sul Dílson Deguti Vieira Filho esteve na manha de hoje na Rádio Guaicurus e em cadeia com a Rádio Globo durante o programa “Show da Alegria” na comunicação de Wilson Gonçalves, prestando alguns esclarecimentos sobre a desistência do candidato do PMDB Hermes Valota, na qual envolveu a sua pessoa de homem público.

Na oportunidade o Dílson diz que houve erros de avaliação, de estratégias quanto à política no município, estávamos preparados para uma campanha pé no chão, visando que haveria um candidato do PT, outro do PSDB e talvez um candidato do PL.

Quanto às declarações de Hermes Valota, que disse que estaria em um barco a deriva, Dílson disse que “de forma nenhuma tanto é que após as convenções políticas que definiram os rumos que iríamos, conversei com o Vereador Jairo Caíres, muito bem quisto pela população do distrito de Culturama, ele aceitou compor a chapa. Fui também conversar com prefeito de Campo André Puccinelli, onde sinalizou com uma ajuda na estruturação de campanha. Ao Deputado Moka também deixei claro que particularmente não teria condições de assumir uma campanha sozinho, e muito menos usar a máquina da Prefeitura”.

Perguntado sobre em deixar o partido para um eventual apoio ao candidato do PT, Dílson diz que lhe causa grande estranheza pelo seguinte “durante várias campanhas nunca abandonei meus companheiros para ir apoiar candidato de outra sigla partidária, portanto não seria dessa vez que isso iria acontecer”.

Quanto a renuncia do candidato do PMDB, Dílson disse que “acho que o Hermes estava afastado da política cuidando de sua vida empresarial. E o que acontece é o seguinte a vida política exige demais é vida de muito sacrifício, onde o partido quase sempre tem muito pouco ou quase nada a oferecer essa é regra” desabafou Dílson.

Com a orientação do Diretório Estadual do PMDB tomamos a decisão de uma candidatura proporcional, ou seja, vamos fazer todos os nossos esforço na prioridade é de eleger e reeleger alguns vereadores. Quanto ao cargo de Prefeito foi pedido uma postura de neutralidade política, Independente de quem seja eleito a prioridade do partido é eleger vereadores para continuar contribuindo com o desenvolvimento de Fátima do Sul.

Na avaliação do quadro político que agora tem apenas três candidatos Ilda Machado (PL), Geraldo Thomaz (PSDB) e José Durando Ferreira (PT), Dílson analisou cada nome falando, “José Durando candidato do PT, é médico a 18 anos colega de profissão, tem um trabalho presta a comunidade é um bom nome”, quanto ao Geraldo Thomaz candidato do PSDB, “nos ajudou em duas campanhas passadas, foi Secretário Municipal de Planejamento e Finanças, é de uma família tradicional em Fátima do Sul, e é merecedor de todos os créditos. A respeito da candidatura de Ilda Machado “é esposa do Deputado Londres Machado, que tem sua base eleitoral de muitos e muitos aqui em Fátima do Sul, quarenta anos de vida pública no município, que esta lutando com sua forças na concorrência com os demais.

Não é fácil ser Prefeito em Fátima do Sul, não sei o porque que é tão difícil, você vê grandes pessoas de expressão que até hoje não conseguiram, é o caso do Prefeito André Puccinelli, que pode até ser Senador, Governador e não conseguiu ser Prefeito em Fátima do Sul. A comunidade muito exigente exige demais da classe política, quase que uma coisa sobre humana, salientou Dílson.

Fátima do Sul já esta bem representada pela expressão de nomes que já tem para as eleições municipais, isso é que a Executiva do partido pode analisar.

O Prefeito André Puccinelli também cometeu erro de avaliação, quanto às declarações de Dílson, “cobram essa estrutura do Dilson, mas ele poderia ter acenado um pouco mais ao nosso candidato”.

Quanto à realização da convenção que foi num tanto concorrida dentro do Diretório Municipal, na qual tinha dois candidatos o nome de dois empresários como Ively Monteiro e Hermes Valota que saiu eleito pela maioria. O porque deixaram a Ively de fora e não o apoiaram o Hermes? “Na reunião da Executiva tinha cinco pré-candidatos a prefeito em Fátima do Sul e nós não tínhamos conhecimento da candidatura da disposição da Dr. Ively. E desses cinco pré candidatos todos abriram para a candidatura de Hermes Valota. Depois disso é que ouve o vontade o manifesto da Dr. Ively em participar do processo. Mas agora o que importa ao partido é fazer uma boa caminhada ao lado dos nossos candidatos a vereadores, finalizou Dílson Deguti.

Desejo boa sorte aos candidatos postulantes, e que realmente dentro de seus corações, tenham o sentimento o desejo que tivemos em administrar Fátima do Sul. Pode ter faltado competência, apoio político, mas deixamos uma marca que conhecida em todo o Mato Grosso do Sul, o amor desmedido pelas coisas de nosso município. E espero deles sinceramente no âmago da alma de cada um, tenha essa consciência desse nosso município, que nós não podemos brincar com Fátima do Sul, não pode ser uma vaidade pessoal, que tenha uma responsabilidade imensa e compromisso com povo. E para o próximo prefeito espero que seja um prefeito de todos, como procurei fazer uma Fátima do Sul para todos, finalizou Dílson Deguti.
 
Fátima News
Comentários
Veja Também
REINO_MATRÍCULAS_2017
MBO_SEGURANÇA_300
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Últimas Notícias
  
FÁBRICA_CALÇADOS
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.