Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de março de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Dilma anuncia mapa geológico e anel de energia em MS

28 Set 2004 - 11h09
 A Ministra das Minas e Energia, Dilma Roussef, anunciou nesta segunda-feira, ao desembarcar em Campo Grande, que Mato Grosso do Sul terá, ainda no segundo semestre de 2005, um mapa geológico completo, com a radiografia precisa das reservas minerais.

O Estado, segundo as ministra, detém uma das principais reservas de ferro e manganês, daí o trabalho do Ministério em efetuar o levantamento através de mapa completo. “Esse trabalho é muito importante para levantar o potencial e atrair investimentos para um setor que significa muito para a economia do País”, afirmou Dilma Roussef.

Segundo a ministra, o governo federal estabeleceu prioridade na expansão do setor mínero-siderúrgico e Mato Grosso do Sul se insere no programa de incentivos e investimentos. O mapa geológico vai levantar o potencial do Estado que já está adiantado no processo de atração de investidores. O pólo gasquímico, que também deve se viabilizar nos próximos 10 anos, já atraiu um pool de investidores, que só aguardam os acordos bilaterais, como o marco regulatório do preço do gás boliviano. Haverá preço diferenciado, resta saber se a proposta de US$ 1,40 por milhão de BTU irá se confirmar.

Expansão energética - Dilma Roussef chegou a Mato Grosso do Sul anunciando também a ampliação da capacidade de distribuição de energia, a partir do leilão que a Bolsa de Valores de São Paulo fará na próxima quinta-feira, dia 30, para implantação de dois linhões, o que permitirá ao Estado ter seu próprio anel de energia.

A primeira linha de alta tensão terá 190 quilômetros de extensão e interligará a subestação Porto Primavera no município de Rosana à subestação Dourados no município de Dourados. A linha de transmissão atravessa os municípios de Rosana, no estado de São Paulo, Vicentina, Taquarussu, Nova Andradina, Ivinhema, Glória de Dourados, Fátima do Sul, Dourados, Deodápolis, Batayporã e Anaurilândia, no estado de Mato Grosso do Sul.

A segunda linha, de terá 300 quilômetros de extensão e interligará a subestação Porto Primavera, no município de Rosana, à subestação Imbirussu, no município de Campo Grande. A linha de transmissão atravessará os municípios de Anaurilândia, Batayporã, Campo Grande, Nova Andradina, Nova Alvorada do Sul e Terenos, em Mato Grosso do Sul, e Rosana, em São Paulo.

Além das linhas, segundo a ministra, o governo federal, em parceria com o governo do Estado, vai construir ainda duas subestações - Porto Primavera e Imbirussu.

Dilma Roussef destacou que as obras vão assegurar a ampliação e melhoria da qualidade e da segurança do abastecimento energético de Mato Grosso do Sul e reforço das condições para o intercâmbio Sudeste-Sul.
 
APn

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - PACOTE DE PÁSCOA
Que tal curtir o feriado de Páscoa em Bonito MS?, confira o pacote especial do Águas de Bonito
TERROR NA ESCOLA
Homem é morto a tiros enquanto buscava filho na escola
TARADÃO
‘Peladão’ aterroriza mulheres em bairro nobre
MUNDO MEDONHO
Apaixonada pelo genro, sogra rouba nudes dele no celular da filha
QUEIMOU
Mulher queima partes íntimas do marido ao descobrir que ele abusava da filha – Veja VÍDEO
ASSALTANTES
Ônibus de turismo é parado a tiros por ladrões. Motorista foi baleado
SOFRE BULLYING
Estudante posta foto com pistolas e ameaça invadir escola
DROGAS
Mulher morre após cinco horas de sexo sem interrupção
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Confira algumas das promoções que O Boticário tem para você em Fátima do Sul
LAVA-JATO
Michel Temer é preso pela Lava Jato; PF faz buscas por Moreira Franco