Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 18 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Detran abre licitação para lombadas eletrônicas em Dourados

27 Jul 2007 - 13h14

O Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) abre licitação para reativar as lombadas eletrônicas em Dourados e nos outros municípios do interior de Mato Grosso do Sul. Segundo o diretor-executivo do órgão, coronel Libório Francisco Silveira, o edital será publicado no Diário Oficial em agosto.

Libório diz que, após os trâmites, em cerca de 90 dias as lombadas já devem estar multando motoristas infratores antes do fim deste ano. A reativação das lombadas no Estado não deveria passar de fevereiro de 2006, mas o processo licitatório, aberto em dezembro de 2005, emperrou com uma disputa judicial entre três empresas.

A atual diretoria do Detran resolveu abrir uma nova concorrência para não prejudicar a segurança nas cidades e rodovias que cortam bairros. A implementação das lombadas eletrônicas ocorre mediante um convênio entre as prefeituras e o Detran.

Em Dourados há 50 delas, implantadas em 22 pontos e, em 2005, a manutenção saia por R$ 2.800, totalizando R$ 61.600 que, em parte, era recuperado com o dinheiro pago pelas multas. O aluguel dos equipamentos como também o montante arrecadado eram divididos meio a meio entre a Prefeitura de Dourados e o Detran, conta o superintendente de Transportes e Trânsito, Oslon Estigarribia.

"Na medida em que as pessoas iam se acostumando, as multas diminuíam, como também a arrecadação que, via de regra, não cobria os gastos", conta. Oslon acredita que com as lombadas, as ocorrências no trânsito devem diminuir em torno de 20%. Além de poupar vidas, ajuda a economizar com custos dos acidentes, que não saem baratos", diz Oslon.

Estatística do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), com base em dados referentes ao biênio 2004/2005, aponta que o custo médio associado a um acidente era de R$ 1.040,00 sendo R$ 36.305,00 para cada pessoa ferida e R$ 270.165,00 em caso de morte. Ainda, segundo o Ipea e o Denatran, o custo total anual dos acidentes que ocorrem nas rodovias brasileiras era estimado em R$ 24,6 bilhões.

Deste total, R$ 16,5 bilhões são relativos aos gastos gerados nas rodovias estaduais; o restante, em rodovias federais. O estudo foi baseado em pesquisa de campo junto a pessoas envolvidas em acidentes ou parentes; informações dos bancos de dados da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e nos relatórios de mortes e acidentes das polícias militares estaduais.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem atira em esposa e se mata com granada
SUPERAÇÃO
Pedreiro cadeirante enfrenta difilculdades e sustenta a família trabalhando em obras
GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'