SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 20 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
31 de Agosto de 2004 13h20

Detalhes de morte de veterinário intrigam polícia

 

Em Campo Grande, a Polícia Civil conseguiu prender dois homens suspeitos de ser os responsáveis pela morte de um médico veterinário. Ari Alves Ribeiro, de 53 anos estava desaparecido desde sexta-feira da semana passada.

 

Ontem, a família da vítima chegou a receber um telefonema pedindo dinheiro para libertar o médico veterinário.

 

Dois suspeitos estão presos na sede de Grupo Armado de Resgates e Repressão a Assaltos e Seqüestros (Garras) em Campo Grande. São eles: Arildo Vagner de Brito e César Widal Cavalcante. Um deles foi levado até o local onde o veterinário Ari Alves Ribeiro, de 53 anos, foi morto a facadas. O crime aconteceu na última sexta-feira, mas somente ontem a Polícia foi avisada pela família.

“Fomos informados ontem pela manhã no momento que os familiares receberam uma ligação de pessoas pedindo para receber o resgate”, disse o delegado do Garras, Ivan Barreira.

 

O veterinário foi assassinado no bairro Santo Amaro e o corpo jogado na região do Inferninho. Segundo os policiais, tudo foi planejado pelo amigo da vítima, Arildo Vagner de Brito.

 

“Os requintes de crueldade no crime, sendo ele amigo da vítima. Ele planejou o crime”, explicou o delegado do Garras, com relação aos detalhes do fato.

 

Segundo a polícia, houve dois tipos de crime, latrocínio (roubo seguido de morte) e extorsão. Os acusado pediram resgate depois de três dias da morte do veterinário.

 

A polícia continua atrás do terceiro homem suspeito em participar do crime. No telefonema, os criminosos pediram R$ 2,6 mil para a família.

 

RMT Online

Comentários
Veja Também
HERBALIFE_300
BANNER_LATERAL_ASSOMASUL
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
Últimas Notícias
  
REINO_MATRÍCULAS_2017
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.