Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 24 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Desenvolvimento do hábito de ler depende muito do educador

13 Out 2004 - 17h00
Na semana em que se comemora o Dia do Professor, o 5º Encontro Estadual de Leitura lança um desafio a esses profissionais: estimular a leitura nos jovens. “O professor só pode estimular a leitura nos seus alunos se, antes, ele for um leitor”, explica o escritor e ator carioca, Augusto Pessoa. Um dos ministrantes do encontro, que é realizado esta semana, em Campo Grande, Augusto observa que o educador precisa, primeiro, desenvolver a criatividade que existe nele, para que consiga incentivar outras pessoas a trabalhar esse lado criativo. “Todos temos dentro de nós a capacidade criativa, mas a maioria deixa essa característica adormecer e, às vezes, até desaparecer. O professor precisa trabalhar isso nele para que desperte esse estímulo nas outras pessoas”, explica.

O processo de desenvolvimento desses hábitos é lento, mas iniciativas como o encontro estadual de leitura contribuem para provocar os profissionais em educação, segundo o poeta e professor da Universidade Estadual de Dourados (UEMS), Emmanuel Marinho. “Esse é um trabalho que começa pequeno, mas que vai ganhando dimensão. Essas ações criam mecanismos para fortalecer a leitura nos mais diversos segmentos”, destaca o poeta.

Emmanuel relata que o papel do professor é fundamental para despertar o interesse pela arte porque o número de pessoas que ele consegue sensibilizar é imenso. “O professor é um multiplicador e, se consegue atingir 100 alunos, ele é capaz de ampliar o universo de leitores”, explica. O poeta aponta que os Comitês Proler desenvolvem função estratégica para para incentivar os professores a trabalhar a leitura em sala de aula, pois além dos encontros anuais, os comitês promovem dinâmicas durante o ano inteiro. “É o que chamamos de trabalhar com o livro vivo, precisamos acordar o livro”, afirma.

O secretário de Estado de Educação, Hélio de Lima, acredita que desenvolver o gosto pela leitura contribui não apenas para a formação dos alunos, mas também para o crescimento individual. “O professor que lê muito e que transmite essa dádiva aos seus alunos está contribuindo para a inclusão social e para que cada um escreva sua própria história”, declara.

Arte integral - Para o dramaturgo e professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), no campus de Aquidauana, Paulo Corrêa, para incentivar a leitura é preciso se apoiar em todas as manifestações artísticas e culturais. Uma das formas de incentivar a leitura é através do teatro. Depois que escreveu seu primeiro texto para o teatro, “A Retirada da Laguna”, uma adaptação da obra de Visconde Taunay, que narra a trágica trajetória da marcha militar ocorrida durante a Guerra do Paraguai, ele descobriu que remexer a história regional é uma maneira de despertar o interesse das pessoas.

Encenada nos municípios que foram palco do episódio – Guia Lopes, Jardim, Nioaque, Bela Vista e Aquidauana –, a peça atraiu muitas pessoas que desconheciam a própria história. “Trabalhar a história de Mato Grosso do Sul, com o apoio do teatro, é uma forma de incentivar as pessoas a ler e buscar conhecer outros aspectos da cultura do estado”, sugere Paulo. O dramaturgo, membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, também já escreveu as peças “Quem ouvir, favor avisar, sobre a história e importâncias das rádios no interior do estado, “De um povo heróico, brado Kadiwéu”, sobre o povo que mais desenvolveu a arte indígena, entre outras.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção