Menu
SADER_FULL
quarta, 16 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Desenvolvimento do hábito de ler depende muito do educador

13 Out 2004 - 17h00
Na semana em que se comemora o Dia do Professor, o 5º Encontro Estadual de Leitura lança um desafio a esses profissionais: estimular a leitura nos jovens. “O professor só pode estimular a leitura nos seus alunos se, antes, ele for um leitor”, explica o escritor e ator carioca, Augusto Pessoa. Um dos ministrantes do encontro, que é realizado esta semana, em Campo Grande, Augusto observa que o educador precisa, primeiro, desenvolver a criatividade que existe nele, para que consiga incentivar outras pessoas a trabalhar esse lado criativo. “Todos temos dentro de nós a capacidade criativa, mas a maioria deixa essa característica adormecer e, às vezes, até desaparecer. O professor precisa trabalhar isso nele para que desperte esse estímulo nas outras pessoas”, explica.

O processo de desenvolvimento desses hábitos é lento, mas iniciativas como o encontro estadual de leitura contribuem para provocar os profissionais em educação, segundo o poeta e professor da Universidade Estadual de Dourados (UEMS), Emmanuel Marinho. “Esse é um trabalho que começa pequeno, mas que vai ganhando dimensão. Essas ações criam mecanismos para fortalecer a leitura nos mais diversos segmentos”, destaca o poeta.

Emmanuel relata que o papel do professor é fundamental para despertar o interesse pela arte porque o número de pessoas que ele consegue sensibilizar é imenso. “O professor é um multiplicador e, se consegue atingir 100 alunos, ele é capaz de ampliar o universo de leitores”, explica. O poeta aponta que os Comitês Proler desenvolvem função estratégica para para incentivar os professores a trabalhar a leitura em sala de aula, pois além dos encontros anuais, os comitês promovem dinâmicas durante o ano inteiro. “É o que chamamos de trabalhar com o livro vivo, precisamos acordar o livro”, afirma.

O secretário de Estado de Educação, Hélio de Lima, acredita que desenvolver o gosto pela leitura contribui não apenas para a formação dos alunos, mas também para o crescimento individual. “O professor que lê muito e que transmite essa dádiva aos seus alunos está contribuindo para a inclusão social e para que cada um escreva sua própria história”, declara.

Arte integral - Para o dramaturgo e professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), no campus de Aquidauana, Paulo Corrêa, para incentivar a leitura é preciso se apoiar em todas as manifestações artísticas e culturais. Uma das formas de incentivar a leitura é através do teatro. Depois que escreveu seu primeiro texto para o teatro, “A Retirada da Laguna”, uma adaptação da obra de Visconde Taunay, que narra a trágica trajetória da marcha militar ocorrida durante a Guerra do Paraguai, ele descobriu que remexer a história regional é uma maneira de despertar o interesse das pessoas.

Encenada nos municípios que foram palco do episódio – Guia Lopes, Jardim, Nioaque, Bela Vista e Aquidauana –, a peça atraiu muitas pessoas que desconheciam a própria história. “Trabalhar a história de Mato Grosso do Sul, com o apoio do teatro, é uma forma de incentivar as pessoas a ler e buscar conhecer outros aspectos da cultura do estado”, sugere Paulo. O dramaturgo, membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, também já escreveu as peças “Quem ouvir, favor avisar, sobre a história e importâncias das rádios no interior do estado, “De um povo heróico, brado Kadiwéu”, sobre o povo que mais desenvolveu a arte indígena, entre outras.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALERTA
Smartphone afeta a saúde mental, e o dano pode começar em crianças de 2 anos!
TRAGÉDIA
“Tentei socorrer ele, mas não deu certo”: conta filho de motociclista levado por enxurrada
FURIA DA NATUREZA
Enxurrada derruba casa e provoca pânico e destruição
NOVELA GLOBAL
Gabriel e Valentina viram inimigos mortais em 'O sétimo guardião'
REALITY SHOW
BBB 19 começa hoje. Na Rocinha Casa de Darnrley vira "QG" de Torcida
POSSE DE ARMAS
Bolsonaro assina nesta terça-feira decreto que facilita posse de armas
HEROINA
Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
FAMOSIDADES
Doente, José Mayer foi esquecido pela Globo e abandonado por ‘Amigos’
NOVA LEI
Motoristas condenados por contrabando vão perder a CNH por cinco anos
SUCATA
Jovem transforma pneus velhos em lindas caminhas para pets.