Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 19 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Desemprego sobe em seis regiões metropolitanas

30 Mai 2007 - 15h26

A taxa de desemprego em seis regiões metropolitanas do país - Belo Horizonte, Distrito Federal, Porto Alegre, Recife, Salvador e São Paulo - subiu em abril para 16,9% da população economicamente ativa (PEA). Em março, a taxa de desemprego estava em 16,6%. O dado é da pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) divulgada nesta quarta-feira (30) pela Fundação Seade e pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

O levantamento estima em 3,23 milhões de pessoas o total de desempregados nas seis regiões, um crescimento de 67 mil pessoas em relação ao mês anterior. A PED constatou que, em abril, foi interrompido o comportamento de demissões registrado nos três primeiros meses do ano.


O setor de serviços oscilou 0,6% no seu nível ocupacional, seguido pela indústria, que variou 0,5% - o que acabou por compensar decréscimos de 1,2% no agregado de outros setores, concentrado em serviços domésticos e construção civil, e também a queda de 0,5% no comércio.

 Rendimento

A PED constatou ainda que, entre fevereiro e março, o rendimento médio real dos ocupados, no conjunto das regiões, variou negativamente em 0,4%, passando a equivaler a R$ 1.036, ao passo que o rendimento dos assalariados se manteve estável, oscilando 0,1%, passando a corresponder a R$ 1.111.

Entre março de 2006 e março 2007, as massas de rendimento de ocupados e assalariados tiveram as respectivas altas de 6,2% e 6,1%, refletindo, de acordo com os especialistas das duas instituições, aumentos dos níveis de ocupação e de rendimentos.

  

 Grande São Paulo

A taxa de desemprego nos 39 municípios de compõem a região metropolitana de São Paulo foi de 16,3% em abril, ante a taxa de 15,9% registrada em março.

O total de desempregados é estimado em 1,64 milhão de pessoas, 48 mil a mais que em março, resultado decorrente do corte de quatro mil ocupações no conjunto de setores, simultaneamente à entrada de 44 mil pessoas no mercado de trabalho.

 

Em relação a 2006, a massa dos rendimentos dos ocupados cresceu 5,1% e a dos assalariados, 5,5%, em ambos os casos em virtude do crescimento dos rendimentos médios e da elevação do nível de ocupação.

  

 A pesquisa

A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) é um levantamento domiciliar contínuo, realizado mensalmente desde 1984. O levantamento considera como desempregadas as pessoas que se encontram em situação involuntária de não-trabalho, por falta de oportunidade, ou que exercem trabalhos irregulares com desejo de mudança. São excluídas do indicador aquelas que tenham exercido algum trabalho remunerado nos sete dias anteriores ao da entrevista.

 

 

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS