Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Derivados de leite foi tema de curso em Fátima do Sul

5 Abr 2007 - 11h25
O Sindicato Rural de Fátima do Sul, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR, encerrou nesta 6ª feira, nas dependências do Salão Paroquial da Igreja Católica, o Curso de Fabricação Caseira dos Derivados do Leite.

O curso teve a participação de 15 pessoas instruído pela educadora Vilma Aquino do Senar, com carga horária de 40 horas.

Durante o período do curso as participantes tiveram a oportunidade de aprender a fazer os seguintes produtos: Queijo Prato de minas, mussarela, queijo fundido, nozinho, requeijão, reiqueijão cremoso, queijo c/ orégano, c/ azeitona, iogurte, yakult, e variedades de doces. No final todos puderam saborear as delícias que fizeram, constituindo em produtos de excelente qualidade.

As alunas avaliaram como muito produtivo o curso e que poderão aumentar sua renda familiar fabricando e comercializando o produto.
O presidente o Sindicato, produtor Celso Gonçalves Saltareli agradeceu a disposição da educadora Vilma e informou que mais cursos serão organizados pelo Sindicato ainda este ano.
 
 
 
Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico