Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 22 de janeiro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Deputados de MS gastam R$ 57,758 mil em verba indenizatória

5 Abr 2007 - 09h40
Os deputados federais de Mato Grosso do Sul gastaram R$ 57,758 em verba indenizatória em março deste ano. O valor está abaixo dos R$ 83,457 mil gastos em março, mas ainda não reflete a realidade, já que nem todos os parlamentares ainda declararam os índices.

A verba indenizatória refere-se a recursos que os parlamentares têm para manutenção dos gabinetes e compreende valor total de R$ 15 mil, um direito adquirido desde 2001. A prestação de contas é feita à Secretaria da Câmara, para os eventuais reembolsos.


Além da verba indenizatória, os deputados tem ainda a verba de gabinete, em R$ 50,8 mil; a cota postal e telefônica, de R$ 4,2 mil e o auxílio moradia de R$ 3 mil. O total a ser pago a cada deputado varia conforme o número de dias de mandato cumprido. O saldo da verba não utilizada em um determinado mês acumula-se para o mês seguinte, dentro de cada semestre.

Conforme a Câmara dos Deputados, o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), por enquanto, apresentou o maior gasto em verba indenizatória, R$ 13,718 mil, referente a aluguel de imóvel, combustível e locomoção, último item em que foram consumidos R$ 8,3 mil.

Os deputados Waldemir Moka (PMDB) e Waldir Neves (PSDB) tiveram gastos semelhantes, R$ 11,912 e R$ 11,848 mil, respectivamente. Moka apresentou gastos com locomoção e hospedagem (R$ 8,5 mil), consultoria (R$ 1,4 mil), aquisição de software e equipamentos (R$ 1,9 mil) e valores menores com R$ 112,24 com aluguel.

O deputado Waldir Neves apresentou gastos relacionados à verba indenizatória de R$ 6,530 mil em locomoção e hospedagem, combustível (R$ 1,419 mil) e aquisição de material (R$ 398,07).

No caso do deputado Antônio Carlos Biffi (PT) o valor foi de R$ 2,230 mil, referente a aluguel de imóveis (R$ 258,44) e combustivel (R$ 1,971 mil). Antônio Cruz apresentou desembolso de R$ 8,2 mil com combustível e locomoção e Geraldo Rezende, R$ 9,850 mil com aquisição de material, combustível e consultorias. Os deputados Nelson Trad (PMDB) e Vander Loubet (PT) ainda não apresentaram gastos de verba indenizatória. Os dados estão disponíveis no site da Câmara dos Deputados, no link "transparências". 

 

 

 

Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAIÇÃO
Mulher flagra marido com novinha e a faz andar pelada na rua
ENCONTRO ACABA EM MORTE
Moça que foi estuprada e assassinada saiu de casa para se encontrar com um amigo
RAÇA ASSASSINA
Rottweiler mata doze bezerros em propriedade rural
TRAGEDIA NA RODOVIA
Grave acidente envolve três caminhões e um carro na PR 180; uma pessoa morreu
FÁTIMA DO SUL - NESTA QUARTA-FEIRA
Esclarecimentos sobre porte de armas e suas aquisições acontece nesta quarta-feira em Fátima do Sul
ESTUDANTES
Estudantes podem se inscrever no Sisu a partir desta terça-feira
TECNOLOGIA
Clientes de bancos digitais vão poder sacar dinheiro em padarias e supermercados
VALOR INDEVIDO
Mais de 4 milhões de motoristas vão receber restituição da diferença do DPVAT
DESEMPREGO À VISTA
Petrobras vai demitir funcionário aposentado após reforma da Previdência
BORA PRA BONITO - MS
Passeios em Bonito tem até 60% de desconto para sul-mato-grossenses