Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 16 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Deputados de MS gastam R$ 57,758 mil em verba indenizatória

5 Abr 2007 - 09h40
Os deputados federais de Mato Grosso do Sul gastaram R$ 57,758 em verba indenizatória em março deste ano. O valor está abaixo dos R$ 83,457 mil gastos em março, mas ainda não reflete a realidade, já que nem todos os parlamentares ainda declararam os índices.

A verba indenizatória refere-se a recursos que os parlamentares têm para manutenção dos gabinetes e compreende valor total de R$ 15 mil, um direito adquirido desde 2001. A prestação de contas é feita à Secretaria da Câmara, para os eventuais reembolsos.


Além da verba indenizatória, os deputados tem ainda a verba de gabinete, em R$ 50,8 mil; a cota postal e telefônica, de R$ 4,2 mil e o auxílio moradia de R$ 3 mil. O total a ser pago a cada deputado varia conforme o número de dias de mandato cumprido. O saldo da verba não utilizada em um determinado mês acumula-se para o mês seguinte, dentro de cada semestre.

Conforme a Câmara dos Deputados, o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), por enquanto, apresentou o maior gasto em verba indenizatória, R$ 13,718 mil, referente a aluguel de imóvel, combustível e locomoção, último item em que foram consumidos R$ 8,3 mil.

Os deputados Waldemir Moka (PMDB) e Waldir Neves (PSDB) tiveram gastos semelhantes, R$ 11,912 e R$ 11,848 mil, respectivamente. Moka apresentou gastos com locomoção e hospedagem (R$ 8,5 mil), consultoria (R$ 1,4 mil), aquisição de software e equipamentos (R$ 1,9 mil) e valores menores com R$ 112,24 com aluguel.

O deputado Waldir Neves apresentou gastos relacionados à verba indenizatória de R$ 6,530 mil em locomoção e hospedagem, combustível (R$ 1,419 mil) e aquisição de material (R$ 398,07).

No caso do deputado Antônio Carlos Biffi (PT) o valor foi de R$ 2,230 mil, referente a aluguel de imóveis (R$ 258,44) e combustivel (R$ 1,971 mil). Antônio Cruz apresentou desembolso de R$ 8,2 mil com combustível e locomoção e Geraldo Rezende, R$ 9,850 mil com aquisição de material, combustível e consultorias. Os deputados Nelson Trad (PMDB) e Vander Loubet (PT) ainda não apresentaram gastos de verba indenizatória. Os dados estão disponíveis no site da Câmara dos Deputados, no link "transparências". 

 

 

 

Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal