Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 24 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Deputados analisam sete vetos e dois projetos hoje

28 Mar 2007 - 09h55
A Ordem do Dia da sessão ordinária desta quarta-feira prevê a votação de dois projetos de lei e a análise de sete vetos do Poder Executivo. A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) emitiu parecer pela manutenção dos vetos e pela aprovação dos projetos de lei.

O primeiro veto a ser analisado é ao Projeto de Lei 125/06, do deputado Antônio Carlos Arroyo (PR), que dispõe sobre a obrigatoriedade da descrição do preço das mercadorias aos consumidores. O segundo é ao PL 175/06, de Zé Teixeira (PFL), que acrescenta os parágrafos 13 e 14 a artigo 117 da Lei 1.810, de 22 de dezembro de 1997.

O governador vetou o Projeto 021/06, de autoria do deputado Waldir Neves (PSDB), que cria no âmbito da administração pública estadual a obrigatoriedade da construção de pontes em concreto armado ou estrutura metálica.

Houve veto total ao PL 223/06, do deputado Semy Ferraz (PT), que estabelece a ocupação, em no mínimo 30%, por mulheres nos cargos de códigos DGA-2, DGA-1 e DGA-0, ous seus equivalentes que venham a ser criados por lei no Poder Executivo. Outro projeto do petista vetado é o 230/06, que estabelece e esclarece critérios para a discricionariedade dos dirigentes das sociedades de economia mista da administração pública estadual quanto à definição do quantitativo de cargos em comissão e funções comissionadas.

O sexto veto a ser analisado é ao PL 186/06, de Bela Barros (PDT), que institui o Programa Estadual de Apoio à Mulher Mastectomizada. O último veto é ao PL 049/06, do deputado Jerson Domingos (PMDB), que obriga a colocação de medidores de água ou hidrômetros em cada apartamento dos prédios já construídos ou a construir em Mato Grosso do Sul.

PROJETOS - Serão votados dois projetos de lei em primeira discussão. O PL 011/07, da deputada estadual Dione Hashioka (PSDB), que altera a Lei 1967, de 12 de novembro de 1963. O PL 017/07, do Professor Rinaldo (PSDB), institui o segundo domingo do mês de junho como o Dia do Pastor Evangélico.

 

 

AL / MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção