Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 21 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Deputado do PMDB é eleito presidente de CPI do Apagão Aéreo

3 Mai 2007 - 16h29
O deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) obteve a maioria dos votos em plenário nesta quinta-feira e foi eleito presidente da CPI do Apagão Aéreo na Câmara dos Deputados. Castro recebeu 16 votos, contra 8 para Vanderlei Macris (PSDB-SP). Em seu discurso, ele prometeu ser independente e autônomo com relação à investigação sobre o caos nos aeroportos brasileiros.

O placar da votação, feita por voto secreto, refletiu a composição da CPI, onde os partidos da base somam 16 titulares e a oposição, oito. Conforme o previsto, Castro escolheu o deputado Marco Maia (PT-RS) para ser o relator da comissão que vai investigar as causas e os responsáveis pelo caos aéreo.

Também na primeira sessão da CPI, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi eleito como primeiro vice-presidente.

A CPI do Apagão Aéreo, a primeira da atual legislatura, foi instalada na Câmara por volta de 15h30. O segundo vice-presidente e o terceiro vice-presidente serão eleitos na próxima reunião do colegiado.

 

 

 

O Dia

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA SENDO REPRESENTADA NO RJ
Vicentina será representada no Internacional de Masters South América de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro
POLITICA
'Falar que passa-se fome no Brasil é uma grande mentira', afirma Bolsonaro
NOVELA GLOBAL
Maria da Paz se recusa a enxergar caráter de Josiane em 'A dona do pedaço'
REGIME SEMIABERTO
Goleiro Bruno deve sair da cadeia no fim da tarde desta sexta-feira
CASO RARO
Bezerro de seis patas chama atenção moradores de Santa Helena – Veja Vídeo
MONSTRUOSIDADE
Vizinho é preso suspeito de estuprar e estrangular menina de 8 anos
CASA PRÓPRIA
Recurso de R$ 1 bilhão é destinado ao Minha Casa, Minha Vida
VIDA SAUDÁVEL
Homem mais velho do Brasil falece no Rio de Janeiro
BASTA DE IMPRUDÊNCIA
Enlutada pelas mortes, população deixa faixa contra imprudência na PR-082
VIOLENCIA
Motorista atropela manifestantes do MST e mata um idoso