Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

DEM ameaça expulsar Vereadores presos na Uragano

3 Set 2010 - 17h51Por Fátima News com assessoria

O vice-governador Murilo Zauith (DEM), disse que Dourados vai superar todo esse momento negativo gerado pela prisão do prefeito Ari Artuzi (PDT), do vice-prefeito Carlinhos Cantor (PR), de secretários municipais e vereadores. “Como cidadão que ama Dourados, estou triste e profundamente chateado com esta situação que expôs nossa cidade de forma tão negativa no cenário nacional e internacional”, afirmou Murilo Zauith.

“Nossa gente é forte, já passou por outras crises, e tenho certeza que Dourados vai reencontrar seu verdadeiro caminho, onde as pessoas serão tratadas com respeito e dignidade”, conclui o vice-governador.

Murilo disse ainda que é importante que a população julgue as pessoas pelos seus atos e que cada um responda pelos erros que cometeu. “Fui questionado durante entrevista à TV Record, em Campo Grande, sobre a presença de vereadores do meu grupo político entre aqueles que foram presos pela Polícia Federal e disse com muita tranquilidade que eu responderei pelos meus atos e que eles terão que responder à população pelos atos que praticaram”, enfatizou Murilo Zauith.

Durante a Operação Uragano, desencadeada anteontem pela Polícia Federal, foram presas além do prefeito Ari Artuzi, da primeira-dama Maria Aparecida de Freitas Artuzi e o vice-prefeito Carlinhos Cantor, os secretários Alziro Moreno (Procurador Geral do Município), Tatiane Moreno (Administração), Ignês Boschetti Medeiros (Finanças), Cláudio Marcelo Hall, o Marcelão (Habitação e Serviços Urbanos) e Dilson Cândido de Sá (Obras e Planejamento).

A Justiça determinou ainda a prisão preventiva decretada os vereadores Aurélio Bonatto (PDT), Edvaldo Moreira (PDT), Humberto Teixeira Júnior (PDT), José Carlos Cimatti (PSB), Zezinho da Farmácia (PSDB), Julio Artuzi (PRB), Marcelo Barros (DEM), Paulo Henrique Bambu (DEM) e Sidlei Alves (DEM), enquanto os vereadores Gino Ferreira (DEM) e Dirceu Longhi (PT) foram levados à delegacia da Polícia Federal por escolta coercitiva, foram ouvidos e liberados.

AFASTAMENTO – O vice-governador Murilo Zauith disse ainda que o Democratas não compactua com qualquer desvio de conduta dos seus integrantes e anunciou que o Diretório Regional do DEM irá se reunir na próxima semana para discutir o futuro político dos vereadores que tiveram a prisão decretada durante a Operação Uragano. “Certamente, a direção do DEM vai defender a saída dessas pessoas do partido, mesmo porque as imagens divulgadas até o momento mostram total desrespeito com o povo, com o dinheiro público, com a ética e com a probidade”, finalizou Murilo.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'