Menu
SADER_FULL
terça, 18 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Delegado diz que chacina em Unaí custou R$ 50 mil

27 Jul 2004 - 12h59
 O delegado da Polícia Federal Antônio Celso dos Santos, responsável pela investigação dos assassinatos de três fiscais e um motorista do Ministério do Trabalho em Unaí (MG), revelou que a chacina teria custado cerca de R$ 50 mil, pagos pelo empresário Hugo Pimenta. O delegado também declarou que o responsável pelas negociações foi José Alberto de Castro, empregado de Hugo Pimenta. O motivo da chacina teria sido o trabalho do fiscal Nelson José da Silva, considerado pelos empresários da região de Unaí um fiscal rigoroso e que aplicava muitas multas.

Os funcionários do Ministério foram mortos no dia 28 de janeiro, em uma estrada próxima a Unaí, enquanto fiscalizavam denúncias de trabalho escravo em plantações de feijão na região noroeste de Minas Gerais. O objetivo era checar as condições de trabalho, remuneração e acomodação das pessoas arregimentadas para a colheita.

O empresário Hugo Pimenta e seu empregado José Alberto de Castro estão presos na Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, mas não quiseram prestar depoimento. Eles alegam que só falarão para a Justiça. O delegado não quis confirmar a participação do empresário Norberto Mânica na execução dos fiscais e do motorista. Mânica, conhecido produtor de feijão da região, teria ligações com Hugo Pimenta, de acordo com Francisco Pinheiro, um dos acusados. Pinheiro foi um dos detidos durante operação destinada a prender uma quadrilha de roubo de cargas que atuava no município goiano de Formosa, e acabou confessando o crime de Unaí. Informações da

 

Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'