SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 18 de Fevereiro de 2018
UNIPAR_468
RIO_DOURADOS
25 de Junho de 2010 13h12

Delcídio discute com Eletrosul investimentos em Ribas e Água Clara

Fátima News, com Assessoria

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS), acompanhado dos prefeitos de Água Clara, Edvaldo Queiroz, e Ribas do Rio Pardo, Roberson Moureira, e do assessor da prefeitura de Água Clara, Eulojari de Souza, se reuniu com a diretoria da Eletrosul para discutir investimentos que a empresa fará nos dois municípios, em paralelo à implantação da Usina Hidrelétrica São Domingos.

 

 

“Foi uma reunião excelente, onde definimos o cronograma de ações que vão beneficiar diretamente a população de Ribas e Água Clara”, avaliou Delcídio no final do encontro, realizado na sede da empresa em Florianópolis(SC). “Ficou acertado que no dia 5 de julho uma equipe da Eletrosul vai aos dois municípios para discutir com técnicos indicados pelos prefeitos, ações prioritárias nas áreas de educação, saúde e infraestrutura. O fechamento desse processo ocorrerá no final de agosto, quando serão apresentados os projetos e o volume de recursos necessário à sua execução. Aquilo que extrapolar a capacidade de investimento da estatal vai ser viabilizado através de emenda minha e do deputado Antonio Carlos Biffi (PT/MS) ao Orçamento da União de 2011”, revelou o senador, que é o coordenador da bancada de Mato Grosso do Sul no Congresso Nacional.

 

 

A proposta é de que sejam construídas escolas, postos de saúde, equipamentos de esporte e lazer, além da realização de obras de drenagem, esgotamento sanitário e pavimentação nas duas cidades. “São investimentos significativos, que vão melhorar a qualidade de vida dos moradores de Água Clara e Ribas do Rio Pardo”, afirmou Delcídio.

 

 

O senador pediu também ao presidente da Eletrosul, Eurides Mescolotto, e ao diretor de engenharia e operação, Ronaldo Custódio, que a estatal desenvolva um projeto de qualificação da mão-de-obra local para trabalhar na operação da usina, além de contratar empresas sul-mato-grossenses.

 

 

“Há uma expectativa da geração de aproximadamente 1,5 mil empregos diretos ao longo da execução da obra. É importante que essa mão-de-obra seja de Mato Grosso do Sul e não de outras regiões. Além disso, temos que preparar técnicos para operar a usina e contratar prestadores de serviço do nosso estado para valorizar os nossos trabalhadores e movimentar, cada vez mais, a nossa economia”, defende Delcídio.

 

 

A Usina Hidrelétrica de São Domingos está sendo construída na confluência dos Rios Verde e São Domingos, na divisa dos municípios de Água Clara e Ribas do Rio Pardo, com acesso pela MS-324. Os investimentos chegam a  R$ 290 milhões. A UHE está programada para entrar em operação em 2011 e já tem 100% da produção comercializada. É uma usina de “fio d’água”,ou seja, seu reservatório tem somente a função de manter o desnível necessário para a geração de energia. Ela é constituída de uma barragem que utilizará um canal de adução para conduzir a água até a casa de força, de forma a aproveitar a queda natural do Rio Verde. A usina terá uma potência instalada de 48 MW, capaz de alimentar uma cidade com 700 mil habitantes.

 

 

Pantanal

 

 

Delcídio aproveitou a reunião com a diretoria da Eletrosul para dar sequência às negociações que visam resolver definitivamente a questão da implantação do Programa Luz para Todos nas regiões mais distantes do Pantanal. A partir de um pedido do senador, o governo federal concordou em aumentar os recursos a fundo perdido a serem investidos no programa,  para permitir que todas as propriedades, independente da distância da linha de transmissão, sejam atendidas.

 

 

“A Eletrosul  tem feito um trabalho excelente no Luz para Todos. Tanto é que Mato Grosso do Sul é o estado que, de longe, está mais adiantado no Brasil no cumprimento das metas do programa. Estamos equacionando a questão do financiamento em função da grande diferença do custo de implantação da energia. Enquanto nas demais regiões do estado o custo médio é de R$ 10 mil por ligação, em alguns locais distantes do Pantanal o valor sobe para R$ 90 mil. Estamos acertando detalhes com o Ministério das Minas e Energia, a Eletrobrás, a Eletrosul e a Enersul para que todas as propriedades do Pantanal, independente do tamanho e localização, possam contar, o mais rápido possível, com  energia de qualidade”, afirmou o senador.

 

 

Comentários
Veja Também
SADER_LATERAL
G&L
LOJA_02
Últimas Notícias
  
MBO_SEGURANÇA_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.