Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 23 de maio de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Delcídio defende o desenvolvimento sustentável de MS

6 Jul 2007 - 10h28

Responsável pela audiência pública para debater os efeitos do aquecimento global em Mato Grosso do Sul realizada nesta sexta-feira na Capital pela Comissão Mista Especial de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional, o senador Delcídio do Amaral (PT/MS) defendeu nesta manhã a busca medidas para a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável do Pantanal e demais regiões do Estado. "Nosso desafio é não só preservar e tornar essas regiões fontes sustentáveis de renda, com investimentos na educação ambiental, como também fiscalizar a utilização dos recursos naturais com o objetivo de construirmos uma estrutura sólida para o turismo", disse o senador.

Outra preocupação da Comissão Mista Especial de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional, de acordo com o Delcídio do Amaral, é a geração de energias alternativas que, além de preservar o meio ambiente, movimentarão o setor econômico do País. De acordo com ele, essa discussão não se refere apenas com a preocupação com o meio ambiente, pois o desenvolvimento dessa tecnologia também vai movimentar a economia do Estado que pode se tornar o maior produtor de cana-de-açúcar do País, além de já ser um grande produtor de bovino e grãos.

Também participam do encontro o governador André Puccinelli (PMDB), o presidente da Assembléia Legislativa, deputado estadual Jerson Domingos (PMDB), o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembléia Legislativa, deputado estadual Paulo Corrêa (PR), os deputados federais Eduardo Gomes (PSDB/TO), Augusto Carvalho (PPS/DF) e Rodrigo Rollemberg (PSB/DF) e o senador Renato Casagrande (PSB/ES). Os presentes discutirão com os técnicos locais a atual situação do Pantanal e as medidas necessárias a evitar que a elevação da temperatura, que ocorre em escala mundial, ponha em risco a sobrevivência dos diferentes ecossistemas presentes em Mato Grosso do Sul.

De acordo com o senador Delcídio, a comissão foi criada este ano para discutir as mudanças climáticas que afetam o planeta, principalmente em conseqüência da emissão de monóxido de carbono. “Ela trata não só do aquecimento global, mas também discute os vários ecossistemas brasileiros para estabelecer políticas e recomendações destinadas a preservar o meio ambiente”, disse.

Luciana Aguiar

Entre os palestrantes desta sexta-feira está a do pesquisador da UFRJ, Alexandre Davigo de Almeida, que falará sobre “Mudanças Climáticas - Visão Global e Nacional”, e a de Miguel Milano, representante da Fundação Avina, responsável por desenvolver o tema “Impactos das Mudanças Climáticas Sobre a Biodiversidade e a Sociedade”. Também será debatido os aspectos legais do desmatamento no Estado pelo promotor de Justiça Alexandre Raslam.

 

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASA BOCA SUJA
morador instala placas com palavrões nos muros de casa
MACABRO
Mulher é encontrada morta ao lado de uma oferenda
AMOR AO PRÓXIMO
Acidentada e abandonada, idosa é adotada por mulher de 30 anos
TRISTEZA
Morre menina que teve o corpo queimado em tentativa de furto em oleoduto, em Duque de Caxias
CONCORRENCIA
Padre Fabio de Mello reclama de Bradesco na internet e é disputado por concorrentes
TRAGEDIA NO CHILE II
Morta com a família no Chile, jovem havia ganhado viagem de presente de 15 anos
MILIONARIO
Aposta de Aramina-SP fatura mais de R$ 11 milhões na Mega-Sena
TRAGÉDIA NO CHILE
Seis brasileiros são achados mortos em apartamento em Santiago, no Chile
BARBÁRIE
Mulher sobrevive a tentativa de feminicídio, mas fica tetraplégica
MAIOR PEDRA DO MUNDO
Homem de 51 anos passa por cirurgia e tem pedra de 1,3 Kg na bexiga