Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 18 de agosto de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

De olho no petróleo, dólar abre o dia em alta

28 Set 2004 - 09h49

O mercado de câmbio doméstico iniciou os negócios desta terça-feira em alta. Às 9h30, o dólar comercial estava cotado a R$ 2,8750 na compra e R$ 2,8790 na venda, com valorização de 0,20%.

Os investidores iniciam o dia atentos ao comportamento do preço do petróleo nos mercados internacionais.

Conforme o esperado pelo mercado, os preços do barril de ultrapassaram os US$ 50 durante a madrugada de hoje. O barril com entrega para novembro chegou a alcançar os US$ 50,47 e se mantinha em US$ 50,16 nesta manhã.

A alta reflete a preocupação com a retomada das operações no Golfo do México, a instabilidade na Nigéria e as incertezas sobre o abastecimento vindo de grandes produtoras, como Rússia, Arábia Saudita e Iraque.

No mercado doméstico, a ruptura da barreira dos US$ 50 alimenta a expectativa dos analistas em relação a um aumento dos combustíveis.

Pelas mesas de operações, os comentário dão conta de que o reajuste seria anunciado logo após o primeiro turno das eleições. Teme-se que o reajuste pressione os índices de preços.

 

Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIAMESAS
Mulher dá à luz gêmeas siamesas de 3,700KG as duas
ACIDENTE DE TRABALHO
Homem morre ao ser puxado por colheitadeira quando fazia limpeza
TENTATIVA DE HOMICIDIO
Cansada de apanhar mulher desfere golpes de faca em companheiro
POLICIAIS CORRUPTOS
PMs são denunciados por ligação com tráfico; bandidos fizeram foto em caveirão
NOVELA GLOBAL
Camilo descobre segredo de Chiclete e Vivi em 'A dona do pedaço'
LIBERADO
PIS/Pasep para nascidos em agosto já está liberado
ALUCIENÓGENO
Video: Vovó fica doidona ao provar acidentalmente maconha do neto
TARADO AGIU NA IGREJA
Homem é preso após abusar de criança de 4 anos dentro de igreja
CRUELDADE
Adolescente que estava desaparecido foi brutalmente assassinado e queimado
TRAGÉDIA ABSURDA
Homem mata mulher e filha de 11 anos e se mata por não aceitar fim da relacionamento