Menu
SADER_FULL
sábado, 25 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Dados do IBGE apontam crescimento na safrinha em MS

30 Jun 2004 - 16h21
 

As previsões de que o clima pudesse afetar o milho na safrinha em Mato Grosso do Sul não se confirmam nos dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA). Segundo os números, divulgados hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a estimativa de junho supera a do mês de maio, com um crescimento de 1,8% da área plantada, totalizando um aumento de 24,51% da produção.

Para o engenheiro agrônomo e assessor de agricultura da Famasul (Federação de Agricultura e pecuária de Mato Grosso do Sul), Laurindo Petelinkar, as perdas no milho confirmadas até agora foram muito pequenas, mas alerta que os números são apenas estimativas. "Esses números dependem do clima, o pouco que se perdeu foi devido à geada há algumas semanas", afirma.

Já o algodão tem previsão de perda na produção (-1,72%), o que significa quase oito mil toneladas por causa da seca e das chuvas. "A região sul teve alguns problemas de colheita e também sofreu um pouco com as chuvas, já em Chapadão do Sul, o problema foi basicamente o excesso de chuvas no final da colheita", disse.

Famassul

Deixe seu Comentário

Leia Também

ATENTADO
Casa de deputado é atacada com pelo menos 30 tiros de fuzil
SUPERAÇÃO
Ser diagnosticado 5 vezes com câncer em 15 anos não foi capaz de parar campeão paralímpico
SUSTO
Palco de Gusttavo Lima pega fogo durante show em Pernambuco
É MUITO PLÁSTICO
Brasil produz mais de 11 milhões de toneladas de lixo plástico
CASOS RAROS
Duas crianças morrem em uma semana, após sofrer AVC, preocupa classe médica
REALITY SHOW 2020
Participante do BBB20, médica sugeriu que mataria Dilma “em seu plantão”
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Três crianças morrem e uma mulher fica ferida durante incêndio em casarão
ESPORTE 2020
Opção de 'Cashout' atrai apostadores iniciantes
FUTEBOL 2020
Coritiba anuncia novo patrocinador máster para 2020
DOENÇA INFECCIOSA
Presos que estavam sendo 'comidos vivos' por doença são internados