Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Custo da energia provoca demissão e redução na produção

5 Jun 2007 - 04h11
 
A Fiems (Federação das Industrias do Estado de Mato Grosso do Sul) fez previsões pessimistas para o setor industrial no Estado por causa do alto valor da energia elétrica cobrado pela Enersul. Segundo o presidente da Federação, Sérgio Longen, as empresas preparam-se para reduzir a produção e fazer demissões em massa. Os mais atingidos serão frigoríficos, indústrias de alimentos e massas e, principalmente, laticínios. "A enersul está impedindo o desenvolvimento do Estado”, disse Longen.

Segundo Longen, os reajustes chegaram a 28,74% nos últimos meses. Em abril, quando o aumento deveria ser de 2,58%, o aplicado, segundo a Fiems, foi de 8,96%. O procedimento se repetiu em maio, quando o reajuste foi de 18,2%.

Para chegar a esses valores, a Fiems levou em conta que o preço do kWh passou de R$ 0,16516 para R$ 0,212667 entre abril e maio. Na tentativa de barrar o que considera um reajuste abusivo, a federação entrou com duas ações - uma na Justiça Estadual e outra na Justiça Federal – pedindo que sejam apurados os percentuais reais da cobrança feita pela Enersul.

CPI da Enersul

O presidente da Fiems disse hoje, durante entrevista coletiva, que se a CPI da Enersul conseguir demonstrar como é a forma de cálculo usada pela concessionária de energia nas contas, já será uma vitória. Segundo ele, isso vai permitir saber quais são os valores reais cobrados pela empresa.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

BBB 19
Vanderson é eliminado e vai prestar depoimentos sobre casos de agressão
INVESTIGAÇÃO
Mourão volta a dizer que é preciso investigar Flávio Bolsonaro e punir se for o caso
HEROI
Porteiro ganha homenagem: salvou criança de 3 anos que caiu na piscina (VIDEO)
FAMOSIDADES
Aos 67 anos, Amado Batista assume namoro com jovem de 19 anos de idade
LUTO - TV
Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente
ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes