Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 22 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Custo da construção civil recuou 0,74%, informa IBGE

7 Jul 2004 - 10h49
O custo da construção civil em junho recuou para 0,74%, depois de registrar 1,43%, em maio, a maior taxa do ano. O índice é apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com a Caixa Econômica Federal.

Segundo o Instituto, o índice caiu porque não sofreu os impactos do reajuste do salário-mínimo e dos dissídios coletivos das principais categorias do setor ocorridos em maio. O gerente do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi) do órgão, Luís Fernando de Oliveira Fonseca, explicou que maio é considerado um mês atípico e que em junho o Índice da Construção Civil voltou aos patamares que vinha apresentando desde o início do ano.

Luis Fernando justificou que em junho não houve reajuste de salários das categorias envolvidas na construção civil em nenhuma das regiões brasileiras. Assim, a mão-de-obra, que responde por 45% da taxa global, e que em maio apresentou variação de 1,60%, recuou para 0,49% no mês passado.

A parcela dos materiais de construção variou 0,93% em junho, abaixo também da taxa de maio, que foi de 1,31%. O custo nacional por metro quadrado foi de R$ 480,22, em junho, acima dos R$ 476,69 de maio.

De acordo com dados da Pesquisa Mensal de Emprego, também do IBGE, a construção civil emprega 1,336 milhão de pessoas, 7,1% da população ocupada no país. Desde o ano passado, o Sinapi é usado pela Caixa Econômica Federal para o cálculo dos custos na avaliação de projetos e pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para auditorias em obras públicas.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação