Menu
SADER_FULL
sábado, 18 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Custo da construção civil recuou 0,74%, informa IBGE

7 Jul 2004 - 10h49
O custo da construção civil em junho recuou para 0,74%, depois de registrar 1,43%, em maio, a maior taxa do ano. O índice é apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com a Caixa Econômica Federal.

Segundo o Instituto, o índice caiu porque não sofreu os impactos do reajuste do salário-mínimo e dos dissídios coletivos das principais categorias do setor ocorridos em maio. O gerente do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi) do órgão, Luís Fernando de Oliveira Fonseca, explicou que maio é considerado um mês atípico e que em junho o Índice da Construção Civil voltou aos patamares que vinha apresentando desde o início do ano.

Luis Fernando justificou que em junho não houve reajuste de salários das categorias envolvidas na construção civil em nenhuma das regiões brasileiras. Assim, a mão-de-obra, que responde por 45% da taxa global, e que em maio apresentou variação de 1,60%, recuou para 0,49% no mês passado.

A parcela dos materiais de construção variou 0,93% em junho, abaixo também da taxa de maio, que foi de 1,31%. O custo nacional por metro quadrado foi de R$ 480,22, em junho, acima dos R$ 476,69 de maio.

De acordo com dados da Pesquisa Mensal de Emprego, também do IBGE, a construção civil emprega 1,336 milhão de pessoas, 7,1% da população ocupada no país. Desde o ano passado, o Sinapi é usado pela Caixa Econômica Federal para o cálculo dos custos na avaliação de projetos e pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para auditorias em obras públicas.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA ANDRADINA - TURISMO
Ciclistas de Nova Andradina pedalam mais de 750 km para chegar ao litoral catarinense
FÉRIAS DOS FAMOSOS
De biquíni, filha de Glória Pires ostenta corpão em férias
CAMPO BELO RESORT - PACOTE ESQUENTA
Esquenta de Carnaval é no Campo Belo Resort, confira o pacote e faça sua reserva
CANCELAMENTO DE BOLSA FAMILIA EM 2019
Governo federal cancelou 1,3 milhão de benefícios do Bolsa Família em 2019 por irregularidades
CELULAR
Brasil é o 3º país em que pessoas passam mais tempo em aplicativos
A CASA CAIU
Mulher acha que marido morreu, busca detetive e descobre traição: 'Agora é ex'
LUTO - IASD
Morre primeiro líder máster de desbravadores investido no Brasil
OVNI OU SATÉLITE?
Objetos não identificados no céu chamam a atenção de moradores
SANGUE FRIO
Homem mata desafeto e continua vendendo picolé nas ruas da cidade
PERIGO DA NARGUILÉ
Jovem contrai doença após fumar narguilé e alerta: 'Abandonem essa porcaria'