Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 22 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Cursos da Finav terão três anos

21 Out 2004 - 17h58
A presidente das entidades mantenedoras das Faculdades Integradas de Naviraí (Finav), Nova Andradina (Finan), Amambai (Fiama) e Fátima do Sul (Fifasul), Ively Monteiro, acompanhada de seu filho Ivolim Monteiro de Carvalho (diretor da Finav) e a nora Solange (diretora-adjunta), em entrevista coletiva à imprensa, apresentou inovações que serão implantadas na Finav a partir do Vestibular 2005.
Depois de vários estudos amparados em toda a legislação vigente, a direção da Finav optou por implantar várias mudanças nos cursos. “A partir desse vestibular, passaremos novamente o curso de Letras para três anos, bem como, o curso de Geografia e o curso de pedagogia. Quanto ao curso Normal Superior, fizemos estudos e estamos esperando uma resposta para assim também adequá-lo”, declara Ively.
Em relação aos cursos de Administração e Ciências Contábeis a direção da faculdade está fazendo uma total reformulação nas disciplinas para que eles sejam modernizados, atualizados e direcionados ao agronegócio, de modo que venha a atender a nova realidade do atual mercado de trabalho. “Precisamos, por exemplo, de aulas de informática, pois, se os acadêmicos saírem da faculdade sem conhecimento nesse assunto, ficarão fora do mercado de trabalho”, reconhece a presidente do Grupo Ively Monteiro.
Segundo ela, a Finav possui um corpo docente bem qualificado, tendo inclusive, professores que são avaliadores de cursos a nível nacional, convocados pelo MEC. “Nossos professores estão constantemente atualizando seus conhecimentos e acompanhando o que há de novo na legislação educacional para colocar em prática na faculdade de Naviraí e em outras cidades onde mantemos curso superior”, ressalta a presidente.
Quanto aos alunos que estão cursando o segundo e terceiro anos de Letras e Geografia, com duração de quatro anos, Ively disse que irá estudar alguma forma de como concluir o curso mais rápido, sem prejudicar o aprendizado desses acadêmicos. “Se não der corte nas disciplinas, ao invés de encerrá-los em dezembro, poderemos concluí-los no primeiro semestre”, calculou.
A Finav, através de seus diretores está protocolando, em Brasília, requerimento para que sejam implantados novos cursos em Naviraí. “Estamos pedindo autorização para implantar na Finav os cursos de Turismo, Direito e Enfermagem e alguns cursos tecnólogos”, antecipa Ively Monteiro.
VESTIBULAR
A diretora-adjunta, Solange Giurizzatto Monteiro de Carvalho, explicou que as inscrições para o Vestibular 2005 da FINAV estão abertas desta segunda-feira (18) somente na secretaria da faculdade. Em anos anteriores, elas poderiam ser concretizadas nas agências dos correios. O vestibular está marcado para o dia 12 de dezembro, domingo, com início previsto para às 13 horas.
Ainda na coletiva, Ively Monteiro explicou que a Finav aderiu ao Pro-Une que é um programa do Governo Federal para bolsistas de cursos superiores. “Estarei nesta semana em Brasília, para tomar conhecimento de perto como iremos trabalhar com esse novo programa do governo federal e continuaremos também trabalhando com o FIES que agora ficou mais fácil, já que o acadêmico não precisa apresentar fiador, como era exigido anteriormente”.
Outra iniciativa da faculdade naviraiense foi assinar convênios com várias empresas da cidade e região, visando facilitar o ingresso dos interessados em cursos superiores ministrados pela Finav, concedendo descontos especiais para grupos de alunos.
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho