Menu
PASSARELA
quinta, 19 de julho de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Crime está organizado; poder público não, diz juiz

1 Set 2004 - 17h26
A criação de uma força tarefa com os poderes estaduais e federais seria a única maneira de combater o crime organizado no Brasil, declara o juiz federal, Odilon de Oliveira, responsável por várias condenações de traficantes em Mato Grosso do Sul.
Para o magistrado, os poderes precisam se unir e se organizar, assim como o crime já vem fazendo. A ressalva de Odilon é que a falta de entrosamento e desorganização nas esferas do poder público podem fazer com que a força tarefa não entre em ação efetiva.
“O crime é organizado e, para diminuir a ação no País, seria preciso a organização do poderes”, analisa o juiz.
Conforme Odilon, em Mato Grosso do Sul, a sonegação fiscal e a lavagem e dinheiro, por exemplo, são crimes comuns devido à facilidade encontrada pelos criminosos em pratica-los. No Estado, o volume de sonegação maior está em empresas frigoríficas e aquelas que atuam na cadeia produtiva de grãos. 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Fátima do Sul: O Boticário lança linha de cuidados masculinos e mostra que homens também se cuidam
ACIDENTES NAS ESTRADAS
Acidente grave: nove caminhões e um morto na BR-376
POLEMICA
Transexual é retirada algemada de banheiro público feminino em Araruama
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Remy agarra Luzia e Ícaro salva a mãe de ser estuprada
TURISMO PELO BRASIL E MUNDO
Indústria de Hotéis aguarda aprovação dos jogos para captar bilhões em produtos turísticos
AGORA EM DOURADOS - MS
UNIPAR EAD com cursos de Educação Física, Letras, Marketing e mais 22 cursos, Confira todos aqui
TRAGEDIA
Acidente chocante em Foz: casal morre na hora em batida
NOVELA GLOBAL
Aliada de Laureta, Rosa se vinga do pai e o humilha no restaurante em ‘Segundo sol’
GRANA
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo é preso e humilha Roberval