Menu
SADER_FULL
terça, 19 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Crescendo em Família atua em 22 municípios do Estado

12 Jul 2004 - 09h28
O projeto Crescendo em Família, desenvolvido pelo governo do Estado através da Secretaria de Estado de Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária (Setass), atende 5.158 famílias em 22 municípios no Estado. Atualmente, possui 343 multiplicadores capacitados e 48 técnicos do município de Campo Grande que vão capacitar 970 agentes jovens, além de trabalhos realizados em rádios que veiculam ações do projeto nos municípios.

A finalidade principal é promover as competências familiares e das redes municipais e estaduais para o desenvolvimento infantil, combatendo a mortalidade e outros problemas que afetam gravemente as crianças e comprometem o Índice de Desenvolvimento Infantil.

O Caderno da Família - Cuidando e Protegendo a Criança, material de orientação distribuído às famílias, é direcionado às famílias com crianças de 0 a 6 anos e contém informações muito importantes para o desenvolvimento das crianças.

A iniciativa trabalha as competências familiares, que são conhecimentos, comportamentos, práticas e habilidades que independem da condição socioeconômica e buscam promover a sobrevivência, o desenvolvimento e participação das crianças, contribuindo, assim, na sensibilização dos gestores públicos e núcleos familiares de Mato Grosso do Sul de que os primeiros anos de vida são fundamentais para a criança.

As famílias com crianças de 0 a 6 anos devem ser fortalecidas para exercer todos os estímulos e cuidados necessários, tais como carinho, amor (desde a gestação), acompanhamento do pré-natal, amamentação, vacinação, alimentação, educação, prevenção de acidentes domésticos e de todas as formas de violência.

O projeto também trabalha questãoes municipais que são o direito da criança de ter acesso à saúde, educação, lazer, visando à redução da desnutrição, doenças e eliminação do sub-registro.



Parceiros - O projeto Crescendo em Família é realizado pelo governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Unicef e Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), com recursos do Programa Criança Esperança. É articulado pela Setass e tem parceria das secretarias de Educação e Saúde e prefeituras municipais.

Participam do projeto os municípios de Campo Grande, Água Clara, Amambai, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Caracol, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Laguna Carapã, Miranda, Novo Horizonte do Sul, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Santa Rita do Pardo, Sete Quedas, Sonora, Tacuru e Vicentina.


Capacitação - O projeto visa atender às famílias desses municípios através da capacitação da rede municipal de atendimento para articulação das políticas públicas (saúde, educação e assistência social) e para o trabalho direto das famílias, através do Caderno da Família – Cuidando e Protegendo a Criança.

Após o lançamento do material, foram capacitados os técnicos responsáveis pela execução do projeto junto às famílias, além de radialistas dos municípios envolvidos. O projeto está em fase de implementação e ampliação, sendo estendido a outros programas da Setass, como os Centros de Educação Infantil e os Programas de Inclusão Social.
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário