Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 22 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Correios podem parar a partir de 2 de setembro

25 Ago 2004 - 16h21
Em assembléia geral realizada na noite de ontem, os trabalhadores dos Correios de Mato Grosso do Sul decidiram entrar em estado de greve.

O indicativo de paralisação está marcado para o dia dois de setembro, caso a empresa não atenda as reivindicações salariais da categoria. Em todo o Brasil, os sindicatos estão realizando assembléias depois que a direção da ECT fez uma proposta para os trabalhadores.

Enquanto os trabalhadores conseguiram em encontro nacional um reajuste de 77,22%, a contra-proposta da empresa é de apenas 6,81%. Segundo a categoria, este valor não cobre os mais de 61% de perdas salariais acumuladas entre o período 1º agosto de 1994 a 31 de julho de 2003, que somados a 10% de aumento real, totaliza os 77,22% reivindicados.

Segundo o secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios, Telégrafos e Similares (Sintect-MS), Sebastião Xavier, os Correios carregam o título de uma das empresas de maior confiabilidade entre os brasileiros. “Nada mais justo que os trabalhadores que produzem e dão lucro à empresa sejam reconhecidos”, afirmou Xavier.

Em todo o Estado são mais de 1,3 mil trabalhadores. E, somente em Campo Grande, são entregues cerca de 100 mil objetos todos os dias.
 
 
RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai