Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Corpo sem cabeça, braços e pernas é do 3º suspeito de matar o delegado em Campo Grande

11 Set 2013 - 09h20Por Campo Grande News

O corpo encontrado sem cabeça, braços e pernas nas proximidades do lixão, há 22 dias, é de Rafael Leonardo dos Santos, 29 anos, o terceiro suspeito de participar da execução do delegado Paulo Magalhães, no dia 25 de junho deste ano, em Campo Grande. A confirmação ocorreu com a realização do DNA, sendo que o material genético da mãe do jovem confirmou o resultado. 

“Ainda não estou com o laudo em mãos, mas soube de maneira extraoficial que o resultado apontou como sendo o corpo do Rafael. Dessa maneira, o inquérito policial foi encaminhado ontem (10) para a DEH (Delegacia Especializada em Repressão a Homicídios), onde já ocorre a investigação da morte do delegado”, afirma o delegado Cláudio Martins.

Anterior ao exame, o delegado conta que peritos tentaram realizar a identificação de outras maneiras, porém o estado em que foi encontrado o corpo, até com sinais de tortura e queimadura, impediu qualquer identificação. “Com a proporção que o fogo atingiu o corpo, nem mesmo as tatuagens que tínhamos conhecimento no Rafael poderiam ser reconhecidas”, comenta o delegado Martins.

Na semana passada, além de Rafael, que foi apontado pela Polícia como foragido, o guarda municipal José Moreira Freires, o Zezinho, 40 anos, e Antônio Benitez Cristaldo, 37 anos, foram identificados como pistoleiro e comparsa na fuga, sendo indiciados pelo homicídio qualificado por emboscada, uso de arma de fogo e motivo fútil.

Rafael, que foi executado, pode estar envolvido na morte de delegado aposentado (Foto: Marcos Ermínio)Rafael, que foi executado, pode estar envolvido na morte de delegado aposentado (Foto: Marcos Ermínio)

Desde o início das investigações, de acordo com o delegado Alberto Vieira Rossi, do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros), denúncias anônimas apontavam para o trio, porém a Polícia ainda contou com a quebra de sigilo telefônico, bancário e a identificação da moto para chegar até os responsáveis pelo crime.

O assassinato de Rafael, com requintes de crueldade, teve o objetivo de dificultar a identificação. Além disso, a execução pode ter o objetivo de queimar de arquivo. 

Nova fase - Com a prisão, a Polícia entra agora em uma 2ª fase da investigação, na intenção de descobrir a “possível recompensa dos envolvidos, bem como o que eles fizeram com o dinheiro ilícito e quem seria o mandante do crime.” O inquérito continua sendo investigado sob Segredo de Justiça.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares