TASS_MOTORS
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 13 de Dezembro de 2017
RIO_DOURADOS
31 de Julho de 2017 10h58

Corpo do menino Arthur, baleado no ventre da mãe, é liberado do IML

Extra
fotos extrafotos extra

O corpo do menino Arthur, morto neste domingo, foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) do Centro do Rio por volta das 10h45 desta segunda-feira. Os pais dele, Claudineia dos Santos Melo e Clebson Cosme da Silva, deixaram o local sem falar com a imprensa.

O corpo do bebê chegou ao IML na tarde de domingo e passou por um exame de necropsia. Arthur morreu exatamente um mês após ser baleado no ventre da mãe, na Favela do Lixão, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O menino estava internado no Hospital estadual Adão Pereira Nunes, também em Caxias. Não há informações sobre o local e o horário do enterro de Arthur.

Comoção na web

A morte de menino Arthur vem causando uma onda de comoção nas redes sociais. São centenas de pessoas lamentando o fim da luta do bebê pela vida.

"Ele não resistiu .

MAIS UM ANJINHO NO CÉU. 

Descanse em paz pequeno Arthur. 

Que Deus conforte os familiares"

Que triste... Nós que somos mães sabemos o quanto a mãe do Arthur está sofrendo...
Quando uma mãe perde um filho é como se todas as maes perdessem um pouquinho...

 

"Que Deus tenha misericórdia do nosso Brasil!!!"

"Lá se foi Arthur.....mesmo sem ter chegado".

"Muito triste, a vida de um ser foi tirada antes de vir ao mundo! Só Jesus pra confortar o coração desta família!".

"Ouvi a notícia de uma mãe sendo baleada, fiquei triste, me imaginando no lugar.. Ouvi que o bebê poderia ficar paraplégico, fiquei me imaginando no lugar.. No jornal, saiu que o bebê, Arthur, poderia ter os movimentos recuperados.. Chorei, com uma noticia " BOA".Hoje, leio que Arthur não resistiu..! Como viver num mundo desse ? Tenho certeza que todas as MÃES choraram junto...".

 

Cesárea de emergência

A mãe de Arthur, Claudineia dos Santos Melo, foi vítima de uma bala perdida no dia 30 de junho, na Favela do Lixão, em Duque de Caxias. O bebê, ainda no útero, também foi atingido pelo disparo. Claudineia foi levada para o Hospital Moacyr do Carmo, onde médicos realizaram uma cesárea de emergência.

O menino foi transferido, depois, para o Hospital Adão Pereira Nunes, onde estava internado desde então.

Dois dias após Arthur ter sido baleado, um laudo médico concluiu que ele estava paraplégico. Depois, no entanto, a equipe médica responsável pelo caso informou que o quadro poderia ser revertido.

Uma perícia da Polícia Civil concluiu que o tiro que atingiu Claudineia partiu de traficantes da Favela do Lixão. Os peritos verificaram que o disparo foi feito de dentro para fora da favela.

 
 
 
Comentários
Veja Também
LISTINHA_ONLINE
FORTALEZA
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
Últimas Notícias
  
Nossa_Lojas
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.