Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de novembro de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Corinthians tenta embalar no Brasileiro contra o Paraná

10 Jul 2004 - 10h17
Volante na zaga, meia na lateral, jogador que começa a partida numa posição e termina na outra. É assim, fora de ordem, que o Corinthians tenta a sua segunda vitória seguida no Campeonato Brasileiro, contra o Paraná, neste sábado, às 18h, no Pacaembu.

A seqüência, inédita para o clube no Nacional-04, evitaria o risco de a equipe voltar à zona de rebaixamento --ocupa a 20ª posição.

Por falta de opções, Tite aposta na política de usar o mesmo atleta em diferentes funções. O volante Wendel entra na zaga, no lugar de Valdson, que está suspenso.

Betão, Rogério, Gil, Renato, agora reserva, Fabinho e Fábio Baiano também se acostumaram a fazer de tudo um pouco.

"Essas mudanças funcionam porque o Tite deixa a gente sem medo de errar", disse Wendel.

"É um trabalho difícil. Tenho que diagnosticar a virtude dos jogadores em um espaço curto de tempo", afirmou o treinador.

Zagueiro, Betão já jogou na lateral direita e na esquerda. Ele é um dos trunfos do treinador para mudar de esquema tático no meio da partida, como aconteceu contra o Curitiba. O time abandonou o 3-5-2 e adotou o 4-4-2, com Betão na lateral esquerda. A estratégia pode ser repetida no Pacaembu.

"Mudei porque o adversário colocou um atacante a mais. Tentei isso contra o Santos, mas o Basílio marcou o gol antes. É um recurso importante porque mudo a forma de atuar do time sem precisar fazer substituições", disse Tite.

O capitão Rogério é um dos mais versáteis. Além de lateral e volante, posição que ocupará neste sábado, já jogou como armador, função também feita por Fabinho.

Gil também atuou como armador. "Mas fiz a melhor atuação no ataque, minha posição preferida", lembrou o atacante, referindo-se à vitória sobre o Coritiba (2 a 1). Ele marcou um gol e cruzou a bola para Rogério fazer o outro.

Revelado no Parque São Jorge, como Gil, Rosinei não tem a sorte de jogar na sua posição favorita. O meia será escalado de novo como ala-direito na partida contra o Paraná.

Renato é outro meia que mudou de função. Virou lateral-esquerdo e perdeu a posição para Zé Carlos, jogador que substituíra.

CORINTHIANS
Fábio Costa; Wendel, Betão e Anderson; Rosinei, Fabinho, Rogério, Fábio Baiano e Zé Carlos; Marcelo Ramos e Gil.
Técnico: Tite

PARANÁ
Flávio; Cláudio, Fernando Lombardi, Gélson Baresi e Edinho; Axel, Beto, Marcel, Fernando e Canindé; Galvão.
Técnico: Gílson Kleina

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo
Horário: 18h
Juiz: Fabrício Neves Corrêa (RS)

 

Folha Online


Deixe seu Comentário

Leia Também

TECNOLOGIA
Conheça o Xiaomi Mi Note 10, lançamento chinês com câmera quíntupla
Brasil
Chuvas causam deixam mais de 500 desabrigados
TECNOLOGIA - SE LIGA AÍ
Celulares pré-pagos de 17 Estados devem ser recadastrados até segunda-feira
MA FASE
Com gol de Messi, Brasil é derrotado pela Argentina e prolonga má fase
IDENIZAÇÃO
Justiça de São Paulo determina bloqueio de passaporte do ex-jogador Roberto Carlos
REVIRAVOLTA
Ex-governadora Rosinha vira doceira e evita falar de política: ‘Tudo deixa trauma’
FUTEBOL BRASILEIRO
Santos precisa se esforçar mais para evitar a perda de uma peça tão importante como Jorge Sampaoli
AUMENTO DE LIMITE
Portaria que aumenta limite de compras no Paraguai é publicada, Confira novo valor
ENSINO ESTADUAL
Em escola, criança é impedida de ir ao banheiro e defeca na roupa
FORÇA DE VONTADE
Mulher proibida de estudar pelo ex-marido faz Enem e retoma sonho