Menu
SADER_FULL
sábado, 22 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Corinthians bateu o São Caetano por 2 a 0, no Pacaembu

2 Ago 2004 - 07h38
Após 20 rodadas, o Corinthians pela primeira vez conseguiu vencer uma partida por mais de um gol de diferença no Campeonato Brasileiro-2004. O time bateu o São Caetano por 2 a 0, no Pacaembu, e de quebra conseguiu seu primeiro triunfo sobre o rival na competição nacional na história.

Até então, eram quatro vitórias do clube do ABC em quatro jogos. O Corinthians não havia conseguido nem mesmo marcar um gol no São Caetano em Brasileiros até hoje.

"Não me preocupa o número de gols. Uma hora ia sair. O importante é a evolução do time", comemorava Tite após o jogo.

Com o resultado, o time do Parque São Jorge chegou a 27 pontos e continua sua recuperação no torneio, mas permanece na metade de baixo da tabela. O São Caetano permanece com 29 pontos.

Diante de um bom público no Pacaembu, com mais de 18 mil presentes, Corinthians e São Caetano mostraram baixa qualidade técnica nos 45 minutos iniciais.

O primeiro lance de emoção aconteceu só aos 19min, quando os comandados de Péricles Chamusca pediram gol após cobrança de escanteio de Ânderson Lima --o goleiro Fábio Costa salvou em cima da linha.

Sem conseguir trocar passes e aproximar o meio-campo do ataque, como pedira Tite, o Corinthians tentava chegar à área rival ora em lances individuais pela direita, com Fábio Baiano ou Gil, ora com chutões de Valdson.

E foi justamente num lance pela direita que os anfitriões abriram o placar. Aos 36min, Fábio Baiano entrou na área e cruzou rasteiro. Livre, Marcelo Ramos, que marcou apenas uma vez com a camisa corintiana, se atrapalhou com a bola e chutou o chão. A zaga do São Caetano não conseguiu tirar, e Fabinho, de bico, chutou fraco, vencendo Silvio Luiz.

"Foi um jogo feio. Não gostei. Temos muito o que melhorar", afirmou no intervalo Chamusca, que foi campeão da Copa do Brasil com o maior rival do São Caetano, o Santo André.

No segundo tempo, o time do ABC de fato melhorou. Passou a pressionar o Corinthians e, não fosse Fábio Costa, teria empatado logo aos 4min. O corintiano espalmou chute cruzado de Fabrício Carvalho. Aos 13min, o goleiro contou com a sorte. Sem se mexer, viu explodir na trave cobrança de falta de Ânderson Lima.

Pressionado, o Corinthians tentava assustar nos contra-ataques, mas esbarrava na falta de qualidade dos arremates de Marcelo Ramos, Renato e Edson.

Aos 47min, quando o Corinthians já se contentava com sua sétima vitória magra no Brasileiro --a quinta por 1 a 0--, Jô recebeu bola na direita, driblou um zagueiro e bateu de perna esquerda, rasteiro, para fechar o placar e dar o segundo triunfo seguido ao time do Parque São Jorge.

Na quarta-feira, a equipe do técnico Tite volta a campo para enfrentar o Vasco, em São Januário. O São Caetano recebe o Atlético-PR no Anacleto Campanella.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSALTANTE
Preso confessou que matou a ex em cela da cadeia
DISPUTA ACIRRADA
Nova pesquisa mostra empate técnico entre Haddad e Bolsonaro
SELEÇÃO BRASILEIRA
Gabriel Jesus retorna para a Seleção
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões
HORÁRIO DE VERÃO 2018
Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
EDUCAÇÃO
‘Desejo continuar com a minha profissão, mas temo pela minha vida’, diz professor agredido em aula
SOB INVESTIGAÇÃO
Jovem é encontrada morta dentro do quarto e esposo está desaparecido
MORTE NO DETRAN
Jovem sofre parada cardíaca durante prova para tirar CNH
REALITY SHOW
‘A fazenda’: conheça os 16 participantes da nova edição
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta é presa por causa de armação de Luzia