MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 23 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
11 de Agosto de 2004 09h11

Contra o Goiás, São Paulo encontra a sua fonte inspiradora

O São Paulo vai atrás do "título de inverno" do Brasileiro contra um inimigo que serviu como fonte de inspiração para a montagem da equipe nesta temporada.

O Goiás, sexto colocado, que também almeja terminar o primeiro turno na frente, verá o técnico Cuca, além do zagueiro Fabão, do meia Danilo e do atacante Grafite do outro lado no jogo desta quarta-feira, às 20h30, no Morumbi.

Os quatro ajudaram a equipe goiana a sair da lanterna do Nacional de 2003 para o oitavo lugar. O time foi o de segundo melhor desempenho no segundo turno, vencendo inclusive o São Paulo por 3 a 1, no Serra Dourada.

"Sem dúvida, o Goiás foi muito importante na minha carreira, tem sua grandeza, mas no São Paulo eu amadureci", diz Cuca.

Amadureceu e melhorou, segundo o Datafolha. O São Paulo de Cuca marca melhor, comete menos faltas, finaliza mais e sofre menos gols do que o Goiás de Cuca. Em 22 jogos no Brasileiro pelo clube paulista, ele conseguiu 57,6% dos pontos. No Goiás, em 36 partidas no ano passado, esse número foi de 54,6%.

"Para mim o jogo tem o mesmo sabor dos outros. Quero vencer e voltar ao primeiro lugar", afirma.

Enquanto o treinador melhora, dois de seus pupilos mais fiéis da época goiana, Fabão e Grafite, tem rendimento pior hoje. O zagueiro desarmava melhor quando atuava na equipe goiana. O atacante marcava melhor, driblava mais e fazia mais gols.

Danilo, no São Paulo, virou goleador. No Nacional, é o vice-artilheiro do time, com quatro gols.

O grande trunfo dele para vencer o rival será justamente o fato de atuar em casa, onde o São Paulo está invicto. Em dez jogos no Morumbi, os são-paulinos ganharam oito e empataram duas vezes --o melhor aproveitamento como mandante, com 86,6% dos pontos conquistados.

Além disso, a última vitória do Goiás no estádio contra o rival ocorreu em 1990. Desde então foram mais cinco jogos, com quatro vitórias e um empate.

Para chegar ao título simbólico da primeira metade do Nacional, o São Paulo, terceiro, precisa torcer por tropeços de Santos e Ponte Preta, líder e vice-líder.

"Temos que nos preocupar apenas em vencer o Goiás", diz Cuca. "Se os concorrentes perderem será ainda melhor, pois abriremos vantagem para o segundo turno. Aí sim é que devemos terminar em primeiro."

Para o jogo desta quarta, o treinador terá de mudar o time pela 23ª vez devido às suspensões de Diego Tardelli e César Sampaio. Líder da indisciplina no torneio, o São Paulo já recebeu 75 cartões (11 vermelhos e 64 amarelos). Três atletas entrarão em campo pendurados --Cicinho, Rodrigo e Luis Fabiano.

O presidente Marcelo Portugal Gouvêa, que chegou de viagem à Europa, disse que vai se reunir novamente com a comissão técnica e o vice de futebol, Juvenal Juvêncio. "Do jeito que está não pode continuar", reclamou.

Há duas semanas, a diretoria decidiu multar os atletas suspensos por motivo injustificável, segundo análise dos próprios dirigentes. Grafite e Diego Tardelli já perderam 10% de seus salários.

Para enfrentar seu ex-clube, Cuca deve colocar a equipe no 4-4-2. Assim, Alê e Renan devem formar a dupla de volantes. Fábio Santos atuará na lateral esquerda e Vélber no meio-campo.

No time goiano, Jorge Mutt, Leandro e Tiago voltam ao time. Os dois primeiros estavam suspensos, e Tiago, contundido.

SÃO PAULO
Rogério; Fabão, Rodrigo e Lugano; Alê, Renan, Cicinho e Danilo; Jean, Luis Fabiano e Grafite.
Técnico: Cuca

GOIÁS
Harlei; Gustavo, André Dias, Renato e Jadílson; Cléber, Josué, Paulo Baier (Fábio) e Jorge Mutt; Alex e Leandro.
Técnico: Celso Roth

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Horário: 20h30
Juiz: Luis Antonio da Silva Santos (RJ)
 
Folha Online
Comentários
Veja Também
FÁBRICA_CALÇADOS
REINO_MATRÍCULAS_2017
LÉO_GÁS_300
Últimas Notícias
  
REINO_MATRÍCULAS_2017
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.