Menu
SADER_FULL
domingo, 20 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Contra o Flamengo, São Paulo testa histórico anti-Rio

7 Jul 2007 - 09h53

O Morumbi não é praia de cariocas. No Brasileiro de pontos corridos, o São Paulo, que hoje enfrenta o Flamengo no Morumbi, teve apenas um dissabor em seu estádio contra times do Estado vizinho.

Foi em 2003, no primeiro Nacional nesta fórmula, quando o Flamengo derrotou por 3 a 1, na última rodada do campeonato, um São Paulo desinteressado. Até agora, são 16 jogos contra cariocas no Morumbi e um número acachapante de 13 vitórias são-paulinas.

Em ascensão no Brasileiro, o time de Muricy Ramalho vai enfrentar uma equipe que está na zona de rebaixamento, mas o técnico evita subestimar o momento do adversário e desdenha do histórico.

"Vi o jogo contra o Atlético-MG e acho que não condiz com o número de pontos que tem. Ele [Ney Franco, técnico do Flamengo] está achando o desenho tático para o time dele. É um time grande, de camisa, bem armado, é um bom time. Clássico é difícil, a gente tem de se aplicar para ganhar."

As críticas sobre o ataque, constante na campanha do São Paulo neste torneio, não perturbam o treinador. "Isso não me incomoda. Se ganhar de 1 a 0 até o fim do ano dá certo. Cada um usa o que tem."

Prossegue a confiança em Dagoberto e Aloísio, que treinou normalmente e dissipou a dúvida sobre sua escalação.

Por via das dúvidas, o São Paulo terá no banco de hoje uma novidade das antigas. É a reaparição de Diego Tardelli, atacante cujo empréstimo ao PSV Eindhoven se encerrou.

Reintegrado, ele tem que mostrar que seu histórico de confusões extracampo, já conhecido de seus anos de Morumbi, ficou na Holanda.

"Está ganhando uma oportunidade. A gente exige disciplina e comportamento, isso é explicado para o atleta. Parece que ele está mais maduro depois de ter jogado na Europa. Depende só dele", afirmou Muricy.

Sem Hernanes, suspenso, o técnico decidiu pelo zagueiro André Dias como volante improvisado. Na zaga, o reserva Edcarlos formará o trio ao lado do adolescente Breno e do titular Miranda. Leandro é responsável pela criação no meio.

No Flamengo, os laterais titulares, conhecidos pontos fortes da equipe, não estarão em campo. O canhoto Juan está suspenso, e o destro Leonardo Moura sentiu lesão muscular ontem e será substituído por Luizinho. O ataque terá a volta de Souza, artilheiro do último Brasileiro, como titular, ao lado de Leonardo.

SÃO PAULO
Rogério; Edcarlos, Breno e Miranda; Ilsinho, André Dias, Richarlyson, Leandro e Jorge Wagner; Dagoberto e Aloísio.
Técnico: Muricy Ramalho

FLAMENGO
Diego; Luizinho, Irineu, Ronaldo Angelim e Egídio; Jaílton, Paulinho, Léo Medeiros e Renato; Leonardo e Souza.
Técnico: Ney Franco

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Horário: 18h10
Juiz: Evandro Rogério Roman (PR)

 

 

Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos