Menu
SADER_FULL
quinta, 15 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Contas de energia elétrica em MS serão reduzidas em 3,014%

31 Ago 2007 - 05h30

As tarifas de energia elétrica dos 667 mil consumidores residenciais de Mato Grosso do Sul terão redução de 3,014% no cálculo da energia elétrica. Para os 4 mil consumidores industriais, a queda será de 5%, mas com a particularidade de que os empresários deverão fazer parte de programa que permite o corte mensal de energia durante seis horas. O acordo foi firmado agora há pouco entre a CPI da Assembléia Legislativa e a diretoria da concessionária. O percentual será aplicado a partir de setembro, com incidência nas contas de outubro.

A reunião começou por volta das 11 horas, com a presença dos deputados que compõem a CPI da Assembléia, o presidente da Casa, Jerson Domingos (PMDB), técnicos do Inmetro e três diretores da Enersul. O encontro acabou no fim da manhã, e a queda de braço foi vencida pela concessionária, que irá aplicar os índices propostos, ao invés dos 5% pedidos pelos parlamentares.

O diretor de regulação da Enersul, José Simões Neto, apresentou a proposta, que inclui ainda a inserção do setor industrial em um contrato de interruptibilidade, ou seja, os proprietários de indústrias somente serão beneficados com a redução de 5% da tarifa de energia elétrica se permitirem o corte mensal de energia durante período de seis horas, em horários que não comprometa a produção.

Além do índice, a CPI e a Enersul acertaram que daqui a trinta dias será formado um colegiado que irá propor projetos de eficiência energética, além de instalar um call center em Mato Grosso do Sul para atender demandas classificadas como médias. Além disso, a concessionária se comprometeu a fornecer um kit para o Inmetro que irá possibilitar aferir vinte medidores de energia, um serviço que passa a ser prestado.

Os deputados solicitaram ainda que a concessionária mantenha o dinheiro arrecadada com o pagamento da tarifas em bancos de Mato Grosso do Sul, por período de sete dias. Atualmente, os recursos são enviados para São Paulo. A intenção é inflar – mesmo que artificialmente - o PIB do Estado, possiblitando assim até aumentar as condições de obtenção de empréstimos. Essa proposta somente será rediscutida daqui a trinta dias.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos