Menu
SADER_FULL
terça, 18 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
CRESCIMENTO NO CONSUMO

Consumo de energia cresce 7% e previsão para o ano é revisada

28 Out 2010 - 05h39Por Folha.com
O consumo total de energia elétrica no país atingiu 35.466 GWh (gigawatts-hora) em setembro, alta de 7,1% na comparação com igual período do ano passado, segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira pela EPE (Empresa de Pesquisa Energética). No acumulado do ano, houve crescimento de 9% ante os nove primeiros meses de 2009.

A EPE também revisou a previsão de consumo de energia elétrica no país em 2010. A nova estimativa é que o consumo em 2010 se situe em torno de 420 mil GWh, o que significa um crescimento de 8,1% sobre 2009 (a previsão anterior indicava expansão de 7,7%).

"O comportamento do mercado de energia elétrica nesses três primeiros trimestres do ano, a previsão de crescimento econômico em 2010, entre 7% e 7,5%, e a expectativa de sustentação da produção industrial são elementos que permitem atualizar a previsão do consumo de eletricidade na rede neste ano", informa em relatório.

SEGMENTOS

Segundo a EPE, o consumo das classes residencial e comercial manteve patamar elevado de crescimento, e o da industrial segue firme em sua trajetória de recuperação.

Na indústria, foram consumidos 15.786 GWh no mês passado, o terceiro maior valor mensal do ano, com elevação de 8% frente o mesmo mês de 2009. "O nível do consumo já recuperou, e até mesmo ultrapassou, o patamar pré-crise, quando o consumo mensal girava em torno de 15.500 GWh", destaca a EPE em relatório. No acumulado do ano, a alta foi de 12,3%.

Já no segmento residencial, o consumo em setembro ficou em 8.904 GWh, indicando acréscimo de 5,8% frente ao mesmo mês de 2009. "O aumento do consumo de energia pelas famílias pode ser atribuído à taxa de desemprego relativamente baixa (de 7,2%, em média, em 2010) -1 a 1,3 ponto percentual inferior à média dos últimos dois anos- e ao aumento da massa salarial, que em setembro, segundo o IBGE, esteve 12,7% maior do que em setembro de 2008", informa no comunicado. A expansão do crédito é apontada como outro fator de crescimento.

Assim como o verificado nos últimos meses, os destaques da classe residencial são as regiões Norte e Nordeste, que cresceram 11,3% e 7,9% frente a igual mês do ano anterior, respectivamente. Segundo a empresa, o crescimento "pode ser associado à existência de demanda reprimida nessas regiões".

Por último, o setor comercial atingiu 5.643 GWh, expandindo-se 6,4% relativamente ao mesmo mês de 2009. "O aumento da renda e a oferta de crédito têm proporcionado crescimento das atividades no setor, o que se reflete no consumo", informa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína